Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Postos de saúde abrem hoje para vacinar contra sarampo e pólio

Atualmente, o país enfrenta surtos de sarampo em Roraima e no Amazonas, com 296 e 910 casos confirmados, respectivamente, em cada Estado

Por Agência Brasil Atualizado em 18 ago 2018, 09h52 - Publicado em 18 ago 2018, 09h48

Os mais de 36 mil postos de saúde em todo o país abrem as portas hoje para o chamado Dia D de Mobilização Nacional contra o sarampo e a poliomielite. Todas as crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos devem receber as doses, independentemente de sua situação vacinal. A campanha segue até 31 de agosto.

Em São Paulo, a Secretaria de Estado da Saúde vai reunir a Mônica, personagem de Mauricio de Sousa e embaixadora do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) no Brasil, e o Zé Gotinha, tradicional ícone da imunização infantil no Brasil, durante o segundo ‘Dia D’ de vacinação contra sarampo e paralisia infantil (poliomielite).

Essa ação acontece no Centro de Saúde (CS) Pinheiros, a partir das 9h30, localizada na Rua. Ferreira de Araújo, 789, na região de Pinheiros, zona oeste de São Paulo.

Para o sarampo, todas as crianças com idade entre 1 anos e menores de 5 anos devem receber uma dose da tríplice viral – desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Casos de sarampo

Atualmente, o país enfrenta surtos de sarampo em Roraima e no Amazonas. Até a última terça-feira, foram confirmados 910 casos no Amazonas, onde 5.630 permanecem em investigação. Em Roraima, são 296 casos confirmados e 101 em investigação.

Há ainda, de acordo com o Ministério da Saúde, casos isolados e relacionados à importação nos seguintes estados: São Paulo (um), Rio de Janeiro (14); Rio Grande do Sul (13); Rondônia (um); e Pará (dois). A Secretaria de Saúde de Pernambuco também confirmou ontem (17) dois casos de sarampo.

Até o momento, no Brasil, foram confirmadas seis mortes por sarampo, sendo quatro no estado de Roraima (três de estrangeiros e uma de brasileiro) e duas no Amazonas (de brasileiros).

Veja a seguir algumas das principais perguntas e respostas relacionadas à campanha, com base em informações divulgadas pelo Ministério da Saúde:

Quando e onde ocorre a campanha?

Entre 6 e 31 de agosto, com o Dia D agendado para 18 de agosto, em postos de saúde de todo o país.

Continua após a publicidade

Qual o foco da campanha?

Crianças com idade entre 1 ano e 5 anos incompletos (4 anos e 11 meses).

Crianças que já foram vacinadas anteriormente devem ser levadas aos postos?

Sim. Todas as crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos devem comparecer aos postos. Quem estiver com o esquema vacinal incompleto receberá as doses necessárias para atualização e quem estiver com o esquema vacinal completo receberá outro reforço.

Qual a vacina usada contra a pólio?

Crianças que nunca foram imunizadas contra a pólio vão receber a vacina inativada poliomielite (VIP), na forma injetável. Crianças que já receberam uma ou mais doses contra a pólio vão receber a vacina oral poliomielite (VOP), na forma de gotinha.

Qual a vacina usada contra o sarampo?

A vacina contra o sarampo usada na campanha é a tríplice viral, que protege também contra a rubéola e a caxumba. Todas as crianças na faixa etária estabelecida vão receber uma dose da tríplice viral, independentemente de sua situação vacinal, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Adultos participam da campanha?

Não. A campanha tem como foco crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos.

Mesmo não sendo foco da campanha, adultos precisam de alguma das duas doses?

Sim. Conforme previsto no Calendário Nacional de Vacinação, adultos com até 29 anos que não tiverem completado o esquema na infância devem receber duas doses da tríplice viral e adultos com idade entre 30 e 49 anos devem receber uma dose. O adulto que não souber sua situação vacinal deve procurar o posto de saúde mais próximo para tomar as doses previstas para sua faixa etária.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês