Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Por que cortar o dedo com a folha de papel dói tanto?

Um dos motivos é que a ponta dos dedos é a parte do corpo com a maior concentração de receptores de dor

Quem nunca se cortou com uma folha de papel? Apesar de ser um objeto aparentemente inofensivo, um corte causado por ele pode provocar dor intensa e até mesmo durar alguns dias. Mas por que isso acontece? Afinal, a laceração é, na maioria das vezes, pequena e sem profundidade. O site Science Alert decidiu investigar essa questão e descobriu que existem dois principais motivos que elucidam esse fenômeno: o primeiro está relacionado às terminações nervosas dos dedos; o segundo pode ser explicado pela superfície do papel.

Na ponta do dedo

Talvez você nunca tenha percebido isso, mas as pontas dos nossos dedos são mais sensíveis que qualquer outra parte do corpo. Isso porque, no processo evolutivo, elas foram sendo ajustadas para absorver a sensação do toque através das terminações nervosas. De acordo com especialistas, é nessa região do corpo que está a maior concentração de receptores de dor, também chamado de nociceptores. Por causa disso, ferimentos nessa área podem causar dor intensa: quanto mais rápido e mais forte for o sinal enviado ao cérebro por meio dessas terminações nervosas, mais rápida e intensa será a resposta (dor). 

Isso acontece porque os nociceptores são responsáveis por alertar o cérebro sobre possíveis perigos, como altas temperaturas, substâncias químicas perigosas e pressão, que podem romper a pele. “As pontas dos dedos são a forma como exploramos o mundo, como realizamos as tarefas pequenas e delicadas. Então faz sentido que tenhamos muitas terminações nervosas lá. É uma espécie de mecanismo de segurança”, explicou Hayley Goldbach, dermatologista da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos.  

Veja também

No papel

Apesar de, visualmente, ter uma superfície lisa, as bordas do papel são dentadas, portanto, o corte deixado na superfície da pele é irregular, o que poderia atingir mais terminações nervosas em comparação com objetos cortantes de corte preciso. Outro motivo para a causa da dor é a profundidade do ferimento: cortes profundos acionam mecanismos naturais de defesa do corpo – como a coagulação do sangue e a formação de crostas -, que ajudam no processo de reparação da área machucada. No entanto, os superficiais apenas atingem os nociceptores, então, os mecanismos de defesa levam mais tempo para serem acionados, o que deixa as terminações nervosas expostas por mais tempo. 

Esse atraso no processo de cicatrização também pode causar dor. Pense nas vezes em que você machucou certas áreas do corpo como joelhos e cotovelos. Sempre que essas áreas ão flexionadas, você pode ser lembrado do ferimento por causa da dor. O mesmo acontece na pele dos dedos: a ferida é esticada toda vez que usamos as mãos, o que provoca dor.

Fator psicológico

Que tal essa: outra explicação para a intensidade da dor pode estar na nossa cabeça. Segundo a revista Scientific American, pode haver um elemento psicológico nos cortes de papel: a dor pode se tornar mais aguda simplesmente porque foi causada por algo pequeno e aparentemente inofensivo. 

Cuidado

Agora que você já sabe por que os ferimentos causados por papel podem doer tanto, vale a pena ser extra cuidadoso para evitar que eles aconteçam e provoquem dores, que pode ser prolongadas pelo tempo excessivo de cicatrização. Caso aconteça, não esqueça de cobrir o corte com curativo.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Olá gostei muito do post. Faça uma visita no blog assim que puder, obrigada ❤

    Curtir