Clique e assine a partir de 9,90/mês

Coronavírus se expande de forma acelerada no Brasil, diz governo de SP

O estado, que concentrava 90% dos casos no início da epidemia, agora tem 35%; aumento do número de pacientes graves em UTIs foi de 42% desde ontem

Por Jennifer Ann Thomas - Atualizado em 26 mar 2020, 17h00 - Publicado em 26 mar 2020, 13h05

Em coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira, 26, o médico e secretário de Saúde do estado de São Paulo, José Henrique Germann, afirmou que a pandemia de coronavírus está se expandindo pelo Brasil de forma acelerada. Atualmente, há 2.433 casos no país e 862 estão localizados em São Paulo. “No começo, éramos praticamente 90% dos casos no Brasil. Agora, representamos cerca de 35%”, explicou o secretário. No estado paulista, o número de óbitos aumentou de 40 para 48 casos. O médico também informou que os pacientes graves em Unidade de Tratamento Intensivo tiveram um aumento de 42% no último dia. 

ASSINE VEJA

A guerra ao coronavírus A vida na quarentena, o impacto da economia, o trabalho dos heróis da medicina: saiba tudo sobre a ameaça no Brasil e no mundo
Clique e Assine

“As medidas de restrição de mobilidade estão sendo suficientes ou, no mínimo, colaborando para que a gente tenha 862 casos. Existe uma gradação. O que nós estamos fazendo não é um isolamento, é um distanciamento social. O próximo passo seria o isolamento domiciliar ou social. Se apertar mais o cinto, será o lockdown. A característica é o uso da força policial para manter as pessoas em casa. Não estamos nessa situação”, afirmou o secretário. Germann complementou dizendo que se os idosos continuarem em casa como se fosse um lockdown, o comportamento poderá favorecer o sistema de saúde para que não haja um colapso no atendimento.

Publicidade