Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ministério da Saúde anuncia terceira dose a partir de 15 de setembro

Reforço será aplicado em idosos e pessoas imunossuprimidas; também haverá redução dos intervalos entre as doses da AstraZeneca e da Pfizer

Por Giulia Vidale Atualizado em 26 ago 2021, 07h06 - Publicado em 25 ago 2021, 10h28

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira, 25, que irá distribuir vacinas para aplicação de doses de reforço em idosos e pessoas imunossuprimidas a partir da segunda quinzena de setembro. “A ação será destinada a todos os indivíduos imunossuprimidos após 28 dias da segunda dose e para pessoas acima de 70 anos vacinadas há 6 meses”, disse a pasta em comunicado.

O reforço deverá ser feito preferencialmente com a vacina da Pfizer. Quando isso não for possível, as vacinas da Janssen e de Oxford-AstraZeneca também podem ser usadas.

O ministro Marcelo Queiroga também anunciou que a partir do próximo mês haverá a redução no intervalo entre as doses das vacinas da Pfizer-BioNTech e Oxford-AstraZeneca de 12 para 8 semanas. A medida será destinada a pessoas de todas as faixas etárias. As decisões foram tomadas em conjunto com o Conass, Conasems e a Câmara Técninca Assessora de Imunização Covid-19 (Ceta).

Publicidade