Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Meninas criadas em lares instáveis engravidam mais cedo

Gravidez precoce pode ser resultado de stress ou insegurança, aponta estudo

Ser criada em uma família instável ou por apenas um dos pais nos primeiros anos de vida pode levar as adolescentes a engravidarem mais cedo. Pelo menos é o que sinaliza a equipe do psicólogo Daniel Nettle, da Newcastle University. Segundo ele, o stress e a insegurança no início da vida das jovens podem acabar resultando na gravidez precoce.

“O dado mais interessante é que se a garota é separada da mãe de seis a 24 meses nos primeiros cinco anos de vida, ela provavelmente irá engravidar cerca de dois anos mais cedo. Mas, se essa separação é superior a dois anos, é como se elas não tivessem se separado”, explica Nettle. Quando as meninas são separadas do pai, no entanto, a gravidez acontece apenas um ano mais cedo do que a média de 24 anos, de acordo com o estudo.

Para chegar aos resultados da pesquisa publicada no periódico Proceedings of the Royal Society B, os psicólogos avaliaram 4.553 mulheres nascidas na mesma semana de março de 1958. Dessas, 500 haviam sido separadas da mãe quando bebês por, no mínimo, seis meses – todas essas tiveram filhos por volta dos 22 anos.

Estudos anteriores já apontavam que meninas criadas em lares instáveis acabam entrando na puberdade alguns anos mais cedo – o que também poderia explicar a gravidez precoce.