Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Jovens que exageram no PC tendem a adotar comportamentos de risco

Chances de consumir drogas ou fazer sexo sem proteção crescem 50% quando garotos e garotas usam dispositivos eletrônicos por mais de 4 horas ao dia

Por Da Redação 26 abr 2011, 11h37

Adolescentes que passam mais de quatro horas diárias diante de computadores, TVs e videogames são mais suscetíveis a consumir drogas, fumar ou manter relações sexuais sem uso de preservativo. A conclusão é de pesquisa realizada pela Queen’s University, do Canadá, e publicada no periódico cientifico Journal of Preventive Medicine.

Foram ouvidos mais de 9.000 adolescentes, que revelaram quanto tempo passavam diante dos dispositivos eletrônicos. O estudo se baseou na teoria social cognitiva, que defende que o ser humano tende a imitar um comportamento após observá-lo por longos períodos.

“Após serem expostos por um tempo considerável – mais de quatro horas e meia por dia – a conteúdos no computador, por exemplo, os adolescentes têm grandes chances de repetir os comportamentos vistos ali”, disse Valerie Carson, autora da pesquisa. As chances de os adolescentes desenvolverem comportamentos de risco – como consumo de drogas e sexo sem proteção – nessas situações cresceriam 50%.

Os resultados mostraram ainda que o risco é ainda maior quando o jovem é excessivamente exposto ao computador com acesso à web. “TV e videogames possuem protocolos mais estabelecidos em termos de censura – o que não ocorre com a internet”, diz Carson. Ela propõe ainda a realização de estudos adicionais para examinar o conteúdo específico da internet e a criação de manuais de orientação de uso de computador para jovens.

Continua após a publicidade
Publicidade