Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Excesso de cafeína: erro de cálculo quase mata estudantes

Dois estudantes que participavam de um estudo sobre os efeitos da cafeína no corpo quase morreram após ingerirem 30 gramas da substância

Por Da redação Atualizado em 1 fev 2017, 18h47 - Publicado em 30 jan 2017, 18h57

Um erro de cálculo quase levou dois estudantes da Universidade de Northumbria, no Reino Unido, à morte. Os jovens participavam de um estudo sobre o efeitos da cafeína no corpo e em vez de ingerirem 0,3 gramas de cafeína, receberam uma dose 100 vezes maior, de 30 gramas, o equivalente a 300 xícaras de café. Eles passaram dias na unidade de terapia intensiva (UTI) e a universidade recebeu uma multa de 400 000 libras (1,56 milhão de reais) por um tribunal, além de arcar com os custos da internação de cerca de 123 225 reais. 

Alex Rossetta e Luke Parkin estavam participando de um estudo conduzido por estudantes de Ciência do Esporte da Universidade de Northumbria que buscava entender o efeito do consumo de cafeína na atividade física. Para o experimento, os voluntários deveriam ingerir 0,3 gramas de cafeína diluídos em suco de laranja. Mas, na hora de calcular a dosagem, funcionários da universidade erraram ao digitar os decimais na calculadora de um telefone celular e deram uma dose cem vezes maior aos estudantes.  

  • Risco de morte

    O incidente ocorreu em março de 2015, mas foi  revelado apenas na semana passada quando o caso foi julgado. Por sorte os dois jovens não morreram, mas sofreram violentos efeitos colaterais incluindo tontura, tremor e vômito. Alex ficou internado seis dias, perdeu a memória de curto prazo e 12 kg. Luke ficou dois dias na UTI e perdeu 10 kg. Ambos precisaram fazer tratamento de diálise, mas se recuperaram.Agora, eles pretendem processar  a universidade.

    Os médicos que atenderam os jovens acreditam que eles só sobreviveram graças à pouca idade – ambos tinha 20 anos na época do incidente – e por estarem em bom estado de saúde. Segundo Adam Ferrer, promotor encarregado do caso, já foram reportados casos de morte por ingestão de 18 gramas de cafeína, um pouco mais da metade da dose recebida por Alex e Luke. “A overdose poderia ter sido fatal”, disse Ferrer.

    Continua após a publicidade
    Publicidade