Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Exame de sangue pode prever problema nos rins

Quantidade da proteína cistatina C indica a alteração

Novo método de diagnóstico é mais preciso por medir proteína que aumenta de nível no sangue se não for filtrada adequadamente pelos rins

Um teste sanguíneo já existente, mas raramente usado, ganhou uma nova função médica: apontar quais pacientes com doenças renais crônicas vão desenvolver complicações. A descoberta será anunciada na próxima edição do Journal of the American Society Nephrology (JASN).

O exame analisa a quantidade de uma proteína chamada cistatina C na corrente sanguínea. Segundo os pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, a cistatina C é um indicador da função renal, já que normalmente é filtrada por rins saudáveis. Ou seja: quanto mais cistatina C houver no organismo, mais danificados estão os rins.

Atualmente, os exames que monitoram a atividade renal medem o teor de uma outra proteína, a creatina. O método, contudo, pode ser impreciso, uma vez que a quantidade de creatina no organismo varia de acordo com a massa muscular do indivíduo e sua dieta de proteínas.

“O exame de cistatina C deve ser usado como uma confirmação de casos de problemas renais já identificados pelo método de creatina”, diz Carmen A. Peralta, coautora do estudo. Ela destaca que, com o diagnóstico mais preciso, os pacientes poderão ser submetidos a tratamentos e dosagem de medicamentos mais adequados.