Clique e assine a partir de 9,90/mês

Doce na infância pode levar à violência

Por Da Redação - 1 out 2009, 08h24

Estragar os dentes já não precisa mais ser um dos únicos argumentos para convencer seu filho a manter distância dos doces. Um estudo da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, concluiu que o consumo diário de açúcar na infância pode levar à violência na vida adulta. A explicação pode estar na dificuldade em aprender como postergar a gratificação.

A pesquisa, publicada na edição de outubro do British Journal of Psychiatry, foi baseada em dados de cerca de 17.500 pessoas. Os cientistas descobriram que 69% dos participantes violentos aos 34 anos de idade ingeriam doces e chocolate quase todos os dias quando tinham dez anos. O índice caiu para 42% entre os não-violentos.

A relação entre o consumo de açúcar e os riscos de delinquência permaneceram mesmo após levados em consideração fatores como ambiente familiar, qualificações educacionais após os 16 anos e posse de carro aos 34.

“Nossa explicação foi que dar doces e chocolates regularmente para crianças pode impedir que elas aprendam como esperar para obter o que querem”, disse Simon Moore, líder da pesquisa. “Ser incapaz de adiar a gratificação pode levá-las a um comportamento mais impulsivo, que é fortemente associado à delinquência”.

Continua após a publicidade

Outra possível razão apontada por especialistas foi que crianças que já são “difíceis” podem acabar ganhando mais doces para se acalmarem.

Publicidade