Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Delta avança e já corresponde a mais da metade dos casos no Rio de Janeiro

Dados da vigilância genômica do vírus na cidade apontam que a variante identificada pela primeira vez na Índia é responsável por 56,6% dos casos da doença

Por Giulia Vidale Atualizado em 17 ago 2021, 19h38 - Publicado em 16 ago 2021, 16h50

A variante Delta do coronavírus, identificada originalmente na Índia, já é responsável por 56,6% dos casos de Covid-19 na cidade do Rio de Janeiro, segundo dados da vigilância genômica divulgados pelo secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, em sua conta no Twitter, no domingo, 15. Na última sexta-feira, 13, a prefeitura havia anunciado que a cidade é o epicentro da variante Delta no Brasil.

“Recebemos novos resultados de sequenciamento genômico do Laboratórios LNCC e UFRJ/LVM, que se somam aos demais resultados, demonstrando que a variante delta foi identificada em 56,6% das amostras colhidas no último mês. Evite se expor desnecessariamente, e use máscara”, escreveu Soranz.

LEIA TAMBÉM:Variante Delta reforça a importância do uso correto de máscaras

Vacinação

A prefeitura do Rio de Janeiro pretende concluir a aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 na população adulta do município nesta semana. Seguindo a lógica de imunizar uma idade por dia, a previsão é de que na sexta-feira, 20, seja a vez das pessoas com 18 anos. Mulheres devem comparecer aos postos pela manhã e os homens na parte da tarde. Nesta segunda, 16, foi retomada a imunização para pessoas de 22 anos.

A repescagem para pessoas com 30 anos ou mais, pessoas com deficiência e gestantes, puérperas e lactantes com 18 anos ou mais ocorre diariamente. A recomendação da prefeitura para este público é procurar a unidade de saúde no período da tarde.

Continua após a publicidade

Publicidade