Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Crianças deverão ser vacinadas contra a Covid-19 só em 2022

Expectativa é que o público infantil seja incluído no Plano Nacional de Imunizações no ano que vem. Governo federal diz que depende da Anvisa

Por Simone Blanes 13 out 2021, 20h08

Quase nove meses após o início da vacinação no Brasil, que contabiliza 47% da população adulta totalmente vacinada contra a Covid-19 e muitos adolescentes parcialmente imunizados, além de idosos, profissionais de saúde e imunossuprimidos já recebendo a dose de reforço, a pergunta de muitos pais é: e a vez das crianças, quando será? Qual o momento em que elas também farão parte do Plano Nacional de Imunizações do governo federal? Segundo o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o plano é imunizar as crianças em 2022. “Mas dependemos da Anvisa”, disse o ministro da Saúde, em entrevista coletiva, referindo-se à autorização necessária da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Em agosto, a Anvisa rejeitou o pedido do Instituto Butantan para o uso da Coronavac em crianças de 3 a 17 anos, alegando falta de informações e documentações que comprovem a segurança e eficácia do imunizante para essa faixa etária. Mas autorizou o uso da Pfizer em adolescentes – com e sem comorbidades – acima dos 12 anos de idade. Até o momento, porém, o governo federal não divulgou uma previsão oficial para o início da vacinação em crianças.

Alguns países da América Latina já começaram a vacinar as crianças pequenas. O Chile, por exemplo, imuniza o público de 6 a 12 anos com a CoronaVac desde o começo de setembro. A Argentina também está vacinando as crianças de 3 a 11 anos com o imunizante chinês da Sinopharm, aprovado no país para essa faixa etária desde o dia 1 de outubro.

Nos Estados Unidos, a Pfizer pediu autorização para o uso emergencial de sua vacina em crianças de 5 a 11 anos ao Food And Drugs Administration (FDA), órgão regulador do país. “Desde julho, casos pediátricos de Covid-19 aumentaram em cerca de 240% nos Estados Unidos, enfatizando a necessidade de saúde pública de vacinação”, declarou, em nota, Albert Bourla, presidente executivo da farmacêutica. Uma pesquisa divulgada em setembro mostra que a vacina da Pfizer-BioNTech é eficaz em crianças nessa faixa etária. Vale ressaltar que a vacinação desse público é muito importante para a contenção do vírus em todas as idades já que as crianças são transmissoras do novo coronavírus, causador da Covid-19.

Confira a vacinação no país:

Continua após a publicidade
Publicidade