Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Covid-19: Média móvel de mortes está há 40 dias sem registro de aumento

Índice desta quarta é o menor desde 19 de janeiro; confira levantamento de VEJA

Por Matheus Deccache 30 mar 2022, 18h06

Dados  divulgados pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (30) apontam que a média móvel de mortes completou 40 dias consecutivos sem registro de aumento após longo período com recorde de infecções causado pela variante ômicron. 

Com 263 óbitos nas últimas 24 horas, o número médio de vítimas fatais chegou a 215,1 – uma diminuição de 38,3% em relação há duas semanas –  e atinge o menor valor desde 19 de janeiro, há mais de dois meses. Desse modo, o índice está desde 18 de fevereiro sem registrar crescimento – são 6 dias em estabilidade e 34 em queda.

Já a média móvel de novos casos também dá indícios de um recuo da pandemia em todo o país. Com 33.937 diagnósticos nesta quarta, o índice chegou a 26.620,4 – uma diminuição de 34,5% em relação há 14 dias – e atinge o menor valor desde 7 de janeiro, há 82 dias.

A análise da situação pandêmica é feita a partir da variação de 15% fixada por infectologistas como ponto de inflexão. Dessa maneira, se um índice registrar um aumento superior a 15% em relação há duas semanas, ele está em alta; se o índice cair mais de 15% em relação ao mesmo período, ele está em queda. Médias que permanecem entre -15% e 15% são definidas como estáveis.

Já o cálculo de médias móveis definido por especialistas consiste em somar todos os registros dos últimos 14 dias e dividir o total por 14. Assim, é possível ter uma visão ampla do atual momento pandêmico.

Com 33.937 novos casos e 263 mortes, o Brasil chega a 29.916.334 diagnósticos de Covid-19 e 659.504 óbitos desde o início da pandemia.

Continua após a publicidade

Os gráficos ao final da matéria mostram a evolução diária da média móvel no Brasil, nas cinco regiões geográficas e nos 26 estados da Federação (mais o Distrito Federal).

Confira a média móvel da pandemia da Covid-19 nas cinco regiões do país e em todos os Estados:

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês