Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Covid-19: Média móvel de mortes completa três meses sem registrar aumento

Última vez que o índice apresentou crescimento foi em 22 de junho; confira levantamento feito por VEJA

Por Matheus Deccache 23 set 2021, 19h02

A campanha de vacinação segue impactando de maneira positiva os números da Covid-19 no Brasil. Com 648 óbitos pela doença nesta quinta-feira, 23, a média móvel de mortes chegou a 532,0 e completou três meses consecutivos sem registrar aumento. A última vez que a curva de vítimas fatais cresceu foi em 22 de junho — na ocasião, 2.131 brasileiros vieram a óbito.

Já a média móvel de novos casos registrou um aumento de 86,2% em relação há duas semanas devido ao recorde de diagnósticos registrados em 18/9, quando números represados de Rio de Janeiro e São Paulo foram lançados no sistema. Nesta terça, o índice chegou a 34.165,9 após 24.611 brasileiros serem infectados pelo novo coronavírus, segundo levantamento feito por VEJA.

O cálculo de médias móveis feito pelo levantamento de VEJA consiste em somar todos os registros dos últimos sete dias e dividir o total por sete. Assim, é possível ter uma visão ampla do atual momento da pandemia. Os gráficos ao final da matéria mostram a evolução diária da média móvel no Brasil, nas cinco regiões geográficas, nos 26 estados da Federação (mais o Distrito Federal) e nas 27 capitais do país.

Com 24.611 novos casos e 648 mortes, o Brasil chega a 21.308.178 diagnósticos de Covid-19 e 592.964 óbitos desde o início da pandemia.

Confira a média móvel da pandemia da Covid-19 no Brasil, nas cinco regiões do país e em todos os Estados:

Confira a média móvel da pandemia da Covid-19 nas 27 capitais brasileiras, separadas em suas regiões*:

Continua após a publicidade
Publicidade