Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Covid-19: laboratório da vacina russa faz proposta à AstraZeneca

A farmacêutica britânica afirmou nesta quinta-feira, 26, que deverá fazer uma bateria extra de testes para aferir a eficácia do fármaco

Por Mariana Rosário Atualizado em 26 nov 2020, 18h17 - Publicado em 26 nov 2020, 17h13

Uma postagem na página oficial da vacina russa para Covid-19, Sputnik V, no Twitter sugeriu que os pesquisadores da farmacêutica AstraZeneca deveriam tentar fazer a combinação dos dois imunizantes para potencializar o resultado. Eles afirmaram que a junção de vacinas pode ser uma saída importante para as “revacinações”.

Em comunicado recente, a Rússia afirmou que sua vacina tinha eficácia de 95% após a segunda dose. A AstraZeneca, por sua vez, afirmou que seu imunizante chegava a 90% de eficácia se combinada meia dose com uma dose completa do fármaco. A aplicação de duas dosagem completas promoveria aproximadamente 62% de eficácia. A descoberta da potência da meia dose, no entanto, se deu por meio de um erro na testagem, o que levou a comunidade científica a questionar os padrões da AstraZeneca.

O CEO da empresa, Pascal Soriot, afirmou nesta quinta que a farmacêutica estuda lançar novos estudos internacionais com o imunizante para ratificar a descoberta acerca da aplicação fracionada.

Nesta quinta -feira, 26, o Brasil teve médias móveis atualizadas em 31.779 diagnósticos e 485,6 mortes por conta do novo coronavírus.

Continua após a publicidade
Publicidade