Clique e assine a partir de 9,90/mês

Coronavírus: álcool em gel será vendido sem lucro em supermercados de SP

Medida entrará em vigor na próxima segunda-feira

Por Mariana Rosário - Atualizado em 19 mar 2020, 14h02 - Publicado em 19 mar 2020, 13h49

O governador João Doria informou em entrevista coletiva nesta quinta-feira, 19, que a venda de álcool em gel em todo o Estado de São Paulo ocorrerá sem margem de lucro. A medida em parceria com a Associação Paulista de Supermercados (APAS) entrará em vigor na próxima segunda-feira, 23 e valerá para todos os tamanhos de frascos. Caberá ao Procon-SP a fiscalização dos preços.

São Paulo é o Estado brasileiro mais afetado pela pandemia causada pelo novo coronavírus. São 240 casos confirmados e quatro mortes. Outras dezesseis pessoas estão internadas em estado grave. Para elas, no entanto, ainda não há diagnóstico confirmado para coronavírus e por isso são consideradas casos suspeitos.

Diante do cenário, Coperalcool, a maior cooperativa de produtores de álcool do país, doará 50.000 frascos à Polícia Militar, Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros do Estado.

Anvisa

Continua após a publicidade

Na reunião, Doria parabenizou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária por autorizar farmácias de manipulação a comercializar álcool em gel e outros tipos de antissépticos ou sanitizantes efetivos para higienizar as mãos de infecção do novo coronavírus. São eles álcool etílico 70%, álcool etílico glicerinado 80%, álcool gel, álcool isopropílico glicerinado 75%, água oxigenada 10 volumes e digliconato de clorexidina 0,5%. Até então, apenas indústrias de cosméticos tinham autorização para desenvolver esses produtos.

Transportes

O governador João Doria também afirmou que deu a orientação de que aeroportos e linhas de ônibus, trem e metrô sigam funcionando normalmente, para que não ocorra superlotação dos veículos. Também foi pedido que o Porto de Santos mantenha o funcionamento para não comprometer o abastecimento da região.

Publicidade