Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

CoronaVac é eficaz contra variante de Manaus, confirma estudo

Análise contou com 67.700 trabalhadores de saúde na capital do Amazonas; efetividade do fármaco foi de 50%

Por Mariana Rosário Atualizado em 7 abr 2021, 11h21 - Publicado em 7 abr 2021, 11h13

Resultados preliminares de uma pesquisa realizada pelo grupo Vebra Covid-19 divulgada nesta quarta-feira, 7, apontou que a CoronaVac — a vacina mais usada no Brasil atualmente  — é 50% eficaz contra casos sintomáticos de infecção pela variante P.1, a de Manaus . Os resultados positivos são observados 14 dias após a primeira dose do imunizante.

O estudo envolveu 67.718 trabalhadores de saúde da capital do estado do Amazonas onde a mutação P.1 é predominante, diz o comunicado dos pesquisadores. O mesmo material aponta que esses achados apoiam o uso contínuo dessa vacina no Brasil e em outros países com a circulação da mesma cepa.

Ainda é preciso, porém, captar mais informações para que se avalie a efetividade diante da segunda dose. Análises anteriores, divulgadas de forma preliminar pelo Instituto Butantan, responsável pela operacionalização da vacina no Brasil também apontavam que a vacina é eficaz contra a variante de Manaus.

A vacina CoronaVac foi desenvolvida pela farmacêutica Sinovac Life Science em parceria com o Instituto Butantan.

Continua após a publicidade
Publicidade