Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Buscas no Google por ‘lockdown’ disparam no país

A plataforma também registrou aumento repentino em buscas com dúvidas sobre 'toque de recolher'

Por Giulia Vidale Atualizado em 4 mar 2021, 17h57 - Publicado em 4 mar 2021, 17h53

O interesse por buscas no Google por “lockdown” disparou no último mês no Brasil. De acordo com um levantamento feito pelo Google Trends, obtido com exclusividade por VEJA, o interesse dos brasileiros na expressão atingiu seu segundo ponto mais alto desde o início da pandemia. Só na semana passada, as consultas por “lockdown” cresceram 533% ante a semana anterior.

Em algumas unidades federativas, como Distrito Federal, Bahia, Santa Catarina, Goiás e Paraná, as consultas o último mês ultrapassam as registradas em maio de 2020, quando houve um pico de interesse no assunto. No DF, o número de buscas por “lockdown” nos últimos 30 dias aumentaram 230% em comparação com o volume registrado em maio de 2020. Em Santa Catarina, o aumento foi de 100% no mesmo período; 40% no Paraná; 20% em Goiás e 4% na Bahia. Primeira vez em meses, as buscas por “lockdown” rivalizam com as buscas por “máscaras” no país.

Ainda segundo o levantamento da plataforma, as consultas por “toque de recolher” quintuplicaram no mês de fevereiro, em comparação com janeiro deste ano, e estão em nível recorde. Após o anúncio da adoção da medida em diferentes cidades e estados brasileiros, as buscas pelo assunto ultrapassaram o registrado em março, em julho e em dezembro de 2020, meses de pico de interesse pelo tema no ano passado.

As perguntas mais buscadas sobre “lockdown” e “toque de recolher” nos últimos sete dias no Brasil estão focadas no funcionamento destas medidas, por exemplo “Como funciona o toque de recolher?” ou “O que fecha no lockdown?” e variações destes questionamentos.

Esse aumento repentino no interesse por informações sobre o significado destas medidas restritivas e seu funcionamento aconteceu após diversos estados aumentarem as restrições para circulação de pessoas na tentativa de controlar a pandemia e evitar o colapso de sistema de saúde. Nas últimas semanas, diversos especialistas também voltaram a defender a adoção de um lockdown nacional.

São Paulo, pela primeira vez desde o início da quarentena, instituiu o toque de recolher durante a noite. Inicialmente, a medida valia entre 23h e 5h. A partir de sábado, quando todo o estado volta à fase vermelha da quarentena, onde apenas atividades essenciais podem funcionar, o toque de recolher começa mais cedo e passa a valer das 20h às 5h. Pernambuco, Mato Grosso, Acre, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Distrito Federal, Pará E Paraná adotaram medidas semelhantes.

Continua após a publicidade
Publicidade