Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

A nova quimioterapia que promete matar o câncer

Pesquisadores estão otimistas com o desenvolvimento de conjugados anticorpos-droga projetados para eliminar as células cancerígenas

Por Simone Blanes Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
23 fev 2023, 20h01

Um grupo de pesquisadores da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos, anunciaram um importante passo para a árdua e desafiadora luta contra o câncer: novos conjugados anticorpo-droga (ADCs), que combinam proteínas protetoras à uma droga que mata o câncer.

Desenvolvidos por cientistas do Instituto Herbert Wertheim UF Scripps para Inovação e Tecnologia Biomédica, a nova e potente quimioterapia é direcionada para vários tipos de câncer, em especial, o de mama.

“No estudo, mostramos que podemos gerar ADCs com precisão de uma maneira diferente. É a capacidade de personalizar cada porção de forma bastante rápida”, disse Andrew D. Steele, pesquisador associado de pós-doutorado e um dos autores do artigo publicado no Journal of Medicinal Chemistry, que relata a primeira vez que esse tipo específico de droga para matar o câncer é usado para desenvolver um ADC.

No trabalho, o pesquisador equipara os conjugados anticorpo-droga como “um míssil biológico guiado” ao explicar que se trata de um sistema com foco no câncer. “Um composto potente e tóxico que mata as células cancerígenas ao extinguir seu DNA”, disse ele, acrescentando que o desafio foi justamente incorporar essas cargas úteis a anticorpos de forma controlada. “Eles precisam ser projetados novamente para diferentes tipos de câncer. E apenas seis cargas úteis estão sendo usadas em ADCs aprovados pelo governo dos EUA”.

A descoberta ainda traz uma resolução para outro desafio: desenvolver um ADC para diferentes tipos de câncer. “Agora podemos lidar com o câncer de mama ou atacar células de leucemia. Antes, seria necessário sintetizar ADC várias vezes para cada um”, explicou Alexander F. Kiefer, um dos autores da pesquisa. O próximo passo é testar o modelo em camundongos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.