Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Veja Essa

'Pô, querem me deixar como rainha da Inglaterra', do presidente Jair Bolsonaro, e outras frases que marcaram a semana

“O maior erro de todos os tempos foi alguma falha de administração da minha parte que fez a Microsoft não ser o que o Android é hoje.”

BILL GATES, bilionário da tecnologia, assumindo a culpa pela falta de visão que tirou sua empresa do mercado de smartphones

“Um pouco de cultura. Do latim, direto de Horácio, ‘parturiunt montes, nascetur ridiculus mus.”

SERGIO MORO, ministro da Justiça, fazendo pouco dos vazamentos de mensagens suas quando era juiz da Lava-Jato, com a frase “A montanha pariu um ridículo rato”

“Pô, querem me deixar como rainha da Inglaterra.”

JAIR BOLSONARO, reclamando do excesso de protagonismo do Congresso, em rusga com Rodrigo Maia

“Não vamos mandar para lá um antropólogo tendencioso, que diga ‘pode ser que haja um índio aqui’ e então já vai lá e mete uma portaria e sai travando 200, 300 000 hectares.”

LUIZ NABHAN GARCIA, secretário de Assuntos Fundiários e pecuarista, que por breve momento se tornou responsável pela delimitação de terras indígenas. A decisão do governo de passar a atribuição para o Ministério da Agricultura foi derrubada pelo Supremo Tribunal Federal e voltou para a Funai

“Se (…) for detectada uma gravidez em que as condições sociais e psicológicas da gestante indiquem propensão ao abortamento ilegal, o município requererá medidas judiciais cabíveis para impedir tal ato, inclusive a internação psiquiátrica.”

FERNANDO HOLIDAY, vereador (DEM-SP), no bizarro artigo 6º de um projeto de lei antiaborto

“Não tem estrada para chegar lá. Só a cavalo.”

JOÃO DORIA, governador de São Paulo, fazendo piada com os possíveis locais de construção de um autódromo para corridas de Fórmula 1 no Rio de Janeiro e pondo gasolina na briga das duas capitais pelo GP do Brasil

“Ela não é meu tipo.”

DONALD TRUMP, presidente mulherengo dos Estados Unidos, ao afirmar que nem conhece (embora haja fotos em que os dois estão juntos) a colunista de moda E. Jean Carroll, que diz ter sido atacada por ele dentro do provador de uma loja nos anos 1990

“Uma coisa é certa: não se deve cuspir em cliente.”

THE AVIARY, bar de Chicago, em nota na qual lamenta a acusação de Eric Trump, filho do presidente, de que um garçom fez exatamente isso com ele. O funcionário está suspenso

“Tenho orgulho do que fiz. No momento, o regime está por cima. Mas isso vai mudar.”

MANUEL FIGUERA, general venezuelano que comandava a polícia secreta e participou de uma tentativa de golpe contra Nicolás Maduro em abril. Ele está exilado nos Estados Unidos

 (//Divulgação)

“Estou ficando cada vez mais impossível.”

LUANA PIOVANI, atriz, apimentando o lançamento de um reality show sobre sua intimidade

“Escritor é muito sexy.”

VALTER HUGO MÃE, autor angolano, ao comentar que só chama a atenção das mulheres quando elas sabem sua profissão. “Se saio na rua, não tem ninguém que olhe para mim duas vezes. As pessoas passam e pensam: ‘Nossa, que feio’ ”, afirma

“(A bola) quica mal. Todos os campos em que jogamos são ruins.”

LIONEL MESSI, atacante argentino, reclamando em rede social dos estádios brasileiros da Copa América

“Nós fizemos história.”

CRISTIANO RONALDO, craque português, legendando, com a habitual imodéstia, foto em que aparece ao lado do lendário jogador de basquete Michael Jordan

“Nosso beijo dentro da Câmara Federal é símbolo de amor e de luta.”

DANIELA MERCURY, cantora, ao beijar a companheira, Malu Verçosa, na sessão em homenagem aos cinquenta anos do início da luta pelos direitos dos gays

“Zoológicos são prisões feitas para seres humanos observarem animais em celas.”

RITA LEE, cantora e ativista, que está lançando um livro infantil em que defende os direitos dos bichos

Publicado em VEJA de 3 de julho de 2019, edição nº 2641