Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Projeto da Comissão da Verdade já tem relator

Partidos ainda não chegaram a acordo sobre critérios para escolher integrantes do grupo; votação pode ocorrer ainda nesta quarta-feira

Por Gabriel Castro e Adriana Caitano 21 set 2011, 16h20

O deputado federal Edinho Araújo (PMDB-SP) foi escolhido, nesta quarta-feira, relator na Câmara do projeto que cria a Comissão da Verdade. A escolha foi feita após o governo consultar o DEM, partido que mais ressalvas tem criado sobre a proposta. O líder do partido na casa, deputado ACM Neto (BA), concordou com o nome apresentado. Se houver acordo entre os líderes partidários, o projeto pode entrar em pauta ainda nesta quarta.

Leia também:

Leia também: Cardozo não descarta mudanças na Comissão da Verdade

O entrave ao acordo poderá vir exatamente do DEM, que ainda quer a apreciação do destaque de autoria de ACM Neto. Os democratas já abriram mão da exigência de a Câmara indicar os nomes de quem vai compor o grupo, mas ainda pretende impedir que lideranças partidárias, ocupantes de cargos comissionados, ex-guerrilheiros e ex-torturadores integrem a Comissão da Verdade, cujo objetivo é esclarecer e investigar as violações contra os direitos humanos ocorridas entre 1946 e 1988, principalmente durante a ditadura militar.

Se a maioria dos líderes concordar, o presidente da Câmara, Marco Maia, poderá incluir o texto na pauta mesmo sem o aval do DEM – que é minoria – e esperar que os detalhes sejam discutidos em plenário.

Leia também: Bolsonaro e Vaccarezza batem boca sobre Comissão da Verdade diante das câmeras

Continua após a publicidade
Publicidade