Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Médicos de Bolsonaro suspeitam de pneumonia

Presidente teve episódio isolado de febre e foi submetido a uma tomografia do tórax e abdome; tratamentos são mantidos

Por André Siqueira - Atualizado em 7 fev 2019, 17h22 - Publicado em 7 fev 2019, 17h06

Segundo boletim médico do Hospital Albert Einstein, divulgado na tarde desta quinta-feira 7, o presidente da República Jair Bolsonaro foi submetido à tomografia de tórax e abdome que evidenciou “imagem compatível com pneumonia”. A nota diz, ainda, que Bolsonaro teve um “episódio isolado de febre sem outros sintomas associados” e teve “boa evolução do quadro intestinal”.

“O excelentíssimo Presidente da República, Jair Bolsonaro, permanece internado na Unidade Semi-Intensiva do Hospital Israelita Albert Einstein. Apresentou, ontem à noite, episódio isolado de febre sem outros sintomas associados, foi submetido à tomografia de tórax e abdome que evidenciou
boa evolução do quadro intestinal e imagem compatível com pneumonia”, diz a nota.

Ainda segundo o boletim, foi realizado um “ajuste na antibióticoterapia” e mantidos os demais tratamentos. O presidente continua sem dor, com sonda nasogástrica, dreno no abdome e recebendo líquidos por via oral em associação à nutrição parenteral.

A nota, assinada pelo cirurgião Antônio Luiz Macedo, pelo clínico e cardiologista Leandro Echenique e pelo Diretor Superintendente do Hospital Albert Einstein, Miguel Cendoroglo, diz também que Bolsonaro realizou exercícios respiratórios e caminhou no corredor. As visitas permanecem restritas.

Publicidade