Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Lula versus Bolsonaro: quem ganhou o debate nas redes

No confronto direto entre os dois mais bem colocados na pesquisa, o atual presidente levou a melhor

Por Ricardo Ferraz
Atualizado em 4 out 2022, 10h43 - Publicado em 30 set 2022, 10h52

O fim da campanha política aumentou a importância do debate presidencial ocorrido na noite de quinta-feira 29. Sem horário eleitoral na TV, nem a possibilidade de fazer comícios até o dia da eleição, o encontro entre os presidenciáveis se tornou um dos poucos recursos para gerar notícias e engajamentos nas redes sociais. Os recortes dos melhores momentos irão ecoar pela internet até o dia da votação. Nesse sentido, Jair Bolsonaro (PL), que aparece empacado nas pesquisas, se deu melhor. Foi ele quem venceu o debate nas redes, de acordo com levantamento em tempo real da Quaest. 

O instituto monitorou a reação dos internautas enquanto o debate se desenrolava. Foi o grande acontecimento da noite, gerando 16,4 milhões de posts no Facebook, Twitter, Instagram, sites e blogs. Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o atual presidente da República foram os que mais receberam menções nas redes, os dois praticamente empataram nesse quesito: 40% a 39% do total, em favor do petista.

O atual mandatário, porém, se destacou porque recebeu mais citações positivas do que seu adversário direto. As mensagens positivas e negativas a Bolsonaro praticamente se equivaleram: 51% falavam mal dele, enquanto 49% o exaltavam. Com Lula foi diferente: 56,5% das menções eram negativas e 43,5% positivas.

Para piorar a situação da campanha do PT, na comparação entre todos os candidatos, as menções que falavam bem de Lula ficaram na rabeira em praticamente todos os blocos, ao passo que Bolsonaro foi o mais citado positivamente no segundo e no terceiro blocos, tendo um desempenho ruim apenas no primeiro. Lula recuperou terreno somente nos dois últimos blocos, quando a audiência já não era tão grande.

Lula recebeu saraivadas das críticas de todos os adversários no encontro. Pelo termômetro das redes, o candidato do PT apanhou e sentiu o baque sem abater seu principal antagonista. Se ele via no debate uma chance de impulsionar uma vitória no primeiro turno, dificilmente conseguiu realizá-la.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.