Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Japonês da Federal é preso em Curitiba

Agente Newton Ishii ficou conhecido por escoltar presos e investigados da Lava Jato. Ele está detido na superintendência da PF em Curitiba, para onde são levados os investigados da operação

A Polícia Federal cumpriu mandado de prisão contra o agente da PF Newton Ishii. O japonês da Federal, como ficou conhecido, se tornou um ícone da Lava Jato por escoltar presos e investigados da operação.

De acordo com a PF, o mandado foi expedido pela 4ª Vara da Justiça Federal de Foz do Iguaçu. O motivo da prisão não foi informado. Ishii está detido na Superintendência da PF em Curitiba, para onde foram levados os presos da Lava Jato.

Leia também:

‘Japonês da Federal’ é atração em Carnaval de São Paulo

Japonês da Federal vai ao Congresso… mas não prende ninguém

O agente da PF foi citado na gravação que levou o senador Delcídio do Amaral à prisão. Em um trecho do áudio, na conversa entre Bernardo Cerveró (filho de Nestor Cerveró) e o advogado Edson Ribeiro, Ishii é apontado como o responsável pelo vazamento de informações para a imprensa.

O Japonês da Federal também é réu em uma ação da Operação Sucuri, deflagrada em 2003 para apurar um esquema formado por agentes da PF e da Receita Federal que facilitava o contrabando de produtos ilegais na fronteira com o Paraguai em Foz do Iguaçu (PR). Em março deste ano, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a sentença da Justiça Federal que o condenou por corrupção e descaminho, ao facilitar a entrada no Brasil de produtos contrabandeados do Paraguai.

(Da redação)