Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘É feia mesmo’, diz Paulo Guedes sobre mulher de Macron

Declaração sobre primeira-dama da França foi dada a uma palestra de empresários em Fortaleza; para ministro, imprensa não divulga 'progresso' do governo

Em evento em Fortaleza, na tarde desta quinta-feira, 5, o ministro da Economia Paulo Guedes disse que Brigitte Macron, primeira-dama da França, “é feia mesmo”. A declaração reacende uma polêmica recente envolvendo o presidente Jair Bolsonaro e o presidente francês Emmanuel Macron.

Antes de citar a primeira-dama francesa, Paulo Guedes se queixava da falta de notícias boas sobre o governo. “Eu estou vendo progresso em várias frentes, mas (…) a preocupação é ‘xingaram a (chanceler do Chile) Bachelet, xingaram a mulher do Macron, chamaram a mulher de feia’. O Macron falou que estão botando fogo na floresta brasileira, o presidente devolveu. Falou que a mulher dele é feia, por isso ele estava falando isso. Tudo bem, é divertido, não tem problema nenhum, é tudo normal e é tudo verdade. Porque ele (Bolsonaro) falou mesmo, e é verdade mesmo. A mulher é feia mesmo”, disse o ministro, aos risos.

 

Na sequência, Guedes tentou minimizar sua declaração. “Não existe mulher feia. Existe mulher observada do ângulo errado”. O ministro da Economia participava do evento “A Nova Economia do Brasil – O Impacto para a Região Nordeste”.

No início da noite, o Ministério da Economia divulgou nota na qual Guedes pede desculpas. “O ministro da Economia, Paulo Guedes, pede desculpas pela brincadeira feita hoje em evento público em Fortaleza (CE), quando mencionou a primeira-dama francesa Brigitte Macron. A intenção do ministro foi ilustrar que questões relevantes e urgentes para o país não têm o espaço que deveriam no debate público. Não houve qualquer intenção de proferir ofensas pessoais”, escreveu.

Farpas

Em meio à troca de farpas entre Bolsonaro e Macron, motivadas pelos incêndios na Amazônia, o presidente brasileiro respondeu, no sábado 24, ao comentário de um seguidor que comparou a beleza da esposa de Macron à de Michelle Bolsonaro, que é 29 anos mais jovem. “Agora entende por que Macron persegue Bolsonaro?”, escreveu o seguidor, na legenda da foto dos casais. “Não humilha cara. Kkkkkkk”, respondeu Bolsonaro. A resposta repercutiu negativamente pela na imprensa francesa, que acusou o chefe de Estado brasileiro de sexismo.

Na segunda-feira 26, Macron rebateu as declarações de Bolsonaro. O líder francês afirmou que o comportamento do presidente brasileiro foi “triste” e “extremamente desrespeitoso”.

Macron disse ainda esperar “muito rapidamente” que os brasileiros “tenham um presidente que esteja à altura do cargo”. “O que eu posso dizer? É triste. É triste primeiro para ele, e para os brasileiros”, disse. Em uma coletiva de imprensa ao lado do presidente chileno Sebastián Piñera, durante a cúpula do G7 em Biarritz nesta segunda, Macron foi questionado por jornalistas sobre o comentário de Bolsonaro. “As mulheres brasileiras sem dúvida têm um pouco de vergonha [de seu presidente]”, afirmou o líder francês.