Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Como Datena e Pablo Marçal embaralham a corrida pela prefeitura de SP

Em cenário estimulado, apresentador da Band aparece tecnicamente empatado com Guilherme Boulos (PSOL) e Ricardo Nunes (MDB)

Por Laryssa Borges Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 27 jun 2024, 07h15 - Publicado em 27 jun 2024, 07h00

Em todas as últimas quatro eleições, o apresentador de televisão José Luiz Datena (PSDB) embaralhou as disputas até onde pode. Flertou com a prefeitura de São Paulo em 2016, com o Senado em 2018, com a vice-prefeitura em 2020 e novamente com o cargo de senador em 2022. Anunciou que sonhava ser presidente da República e, a exemplo de todas as opções anteriores, voltou para a TV para, como repetia, “seguir seu caminho”. Na atual corrida pela prefeitura da maior cidade do país, aparece novamente como importante fator de desequilíbrio nas pesquisas de intenção de votos, embora seus próprios correligionários duvidem que a entrada na política desta vez seja para valer.

Pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quinta-feira, 27, mostra que, em um cenário estimulado de primeiro turno em que são apresentados os nomes do deputado federal Guilherme Boulos (PSOL) e do candidato à reeleição Ricardo Nunes (MDB), o apresentador está tecnicamente empatado com o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e, no limite da margem de erro, também com o atual prefeito. Com margem de erro de três pontos porcentuais e nível de confiança de 95%, o levantamento registra Datena com 17%, Boulos com 21% e Nunes com 22%. O ex-coach Pablo Marçal (PRTB), que até as últimas eleições presidenciais era conhecido apenas como um influenciador de internet, aparece na quarta posição, com 10% das intenções de voto e desbanca políticos conhecidos, como os deputados Tabata Amaral (PSB) e Kim Kataguiri (União), com 6% e 3%, respectivamente.

Em um cenário sem Marçal, o empate persiste com o apresentador com 19%, Boulos com 23% e Nunes com 25%. É na simulação sem o jornalista da Band que o ex-coach, cujo desempenho levou o mandachuva do PL Valdemar Costa Neto a cortejá-lo para uma futura vaga no Congresso, se mostra mais competitivo. Ele tem 13% contra 24% de Boulos e 28% de Ricardo Nunes.

A Genial/Quaest também mediu a preferência do eleitor de São Paulo se nenhum dos dois outsiders tiver seus nomes nas urnas. Nesta versão, Ricardo Nunes lidera com 30%, seguido de Boulos com 25%, Tabata Amaral com 10%, Maria Helena (Novo) com 8% e Kim Kataguiri com 5%.

Continua após a publicidade

Faltando quase dois meses para o início da propaganda eleitoral obrigatória, na pesquisa espontânea, quando ao entrevistado não são apresentados os nomes dos candidatos, Guilherme Boulos aparece na primeira colocação, com 10%. Nunes tem 8%, Marçal 3%, e Tabata e Kim, 1% cada. Não há menção ao nome de José Luiz Datena, e os eleitores indecisos chegam a 72%. Quando é medido o índice de rejeição dos prefeituráveis, a liderança absoluta é do apresentador da Band, com 51%. Guilherme Boulos fica na segunda colocação, com 41%, Ricardo Nunes com 38% e Pablo Marçal com 31%. Dos entrevistados, 28% disseram que não votariam em Tabata Amaral de jeito nenhum e 21% em Kim Kataguiri.

Pesquisa mediu intenção de votos em eventual segundo turno

Em uma eventual disputa de segundo turno, o atual prefeito Ricardo Nunes vence em todos os cenários apresentados no levantamento. O emedebista amealha 46% contra 34% de Boulos, 48% contra 22% de Marçal, 46% a 27% contra Tabata Amaral e 43% contra 34% se o adversário for José Luiz Datena. Quando a simulação retira o nome de Nunes, Datena (43%) desbanca Guilherme Boulos (35%). Se a disputa for entre o deputado do PSOL e o ex-coach Pablo Marçal, o líder do MTST seria eleito com 41% dos votos contra 30%.

A pesquisa Genial/Quaest ouviu 1.002 entrevistas entre 22 e 25 de junho e está registrada na Justiça Eleitoral com o número SP-08653/2024.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.