Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Assessor diz que closet da mãe de Geddel tinha dinheiro

Em depoimento a autoridades, Job Brandão relatou que cabia a ele contar as cédulas que chegavam ao apartamento da família Vieira

Job Ribeiro Brandão, ex-assessor do deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), afirmou à Polícia Federal e à Procuradoria-Geral da República que o closet de Marluce Vieira Lima, mãe de Lúcio e do ex-ministro Geddel Vieira Lima, era usado para guardar caixas e malas com dinheiro vivo, informou o jornal “O Estado de S. Paulo”.

Brandão relatou às autoridades que “muito dinheiro” era guardado no apartamento de Marluce, em Salvador, até o começo de 2016, e que coube a ele contar as quantias a pedido dos irmãos Vieira.

O ex-assessor, que pretende fechar um acordo de colaboração premiada, afirmou nunca ter estado no outro apartamento ligado a Geddel, onde R$ 51 milhões em dinheiro foram encontrados pela Polícia Federal em setembro, mas reconheceu que as caixas e uma das malas fotografadas no local eram semelhantes às que eram guardadas no apartamento de Marluce — as digitais de Brandão foram identificadas em parte dos R$ 51 milhões.