Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

As táticas e os truques do MBL

As estratégias do grupo que nasceu como movimento político e hoje atua como máquina de marketing em favor de uns poucos e seletos candidatos

Kim Kataguiri, o líder do Movimento Brasil Livre (MBL), anunciou que o grupo vai apoiar o empresário Flávio Rocha para concorrer à Presidência da República. Ótimo para o MBL e ótimo para Rocha. Mas é bom que se diga logo: não se trata aqui de um movimento político aderindo a um candidato. Primeiro porque o dono da Riachuelo ainda não é candidato e nem partido tem. Depois porque o MBL, em que pese a tentativa de dedaço de Kataguiri, não é propriamente um movimento político — está bem mais para uma azeitada máquina de marketing do que para uma legenda partidária.

O grupo surgiu em maio de 2014, quando dois jovens filiados ao PSDB decidiram criar um movimento para renovar a política de sua cidade — Vinhedo, no interior de São Paulo. O lançamento, na praça central, foi um fracasso retumbante. Não reuniu mais que uns poucos gatos pingados. Mas um dos jovens, Renan Santos, então com 30 anos, resolveu ir adiante. Montou uma página no Facebook e começou a abastecê-la com alvo certeiro: críticas ao PT. Com a ajuda de amigos publicitários e youtubers — entre eles Kataguiri —, passou a produzir em escala industrial memes com potencial de viralização. Seis meses depois, estava na Avenida Paulista, no coração de São Paulo, liderando manifestações em favor do impeachment de Dilma Rousseff. Hoje o grupo reúne mais de 2,6 milhões de seguidores nas redes.

Assine agora o site para ler na íntegra esta reportagem e tenha acesso a todas as edições de VEJA:

Ou adquira a edição desta semana para iOS e Android.
Aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Jefferson Silveira

    Reportagem tendenciosa, claro que se trata de um movimento politico, mas por ser de direita, daí é marketing, daí é burguesa. Esse pensamento de esquerda já não cabe mais nos dias de hoje. Infelizmente a esquerda ainda está muito presente nas redações jornalísticas e nas universidades. Com a esquerda não tem racionalidade e nem validação de fatos, vale tudo para defender uma causa que todos sabem que é perdida. Gente, a Dilma entregou o pais quebrado, durante os governos Lula e Dilma a operação Lava-Jato descobriu o maior esquema de corrupção do mundo. O MBL é um partido de gente jovem, nascidos do fracasso da esquerda do Brasil. Quem chamou o povo para as ruas para protestar contra a lentidão do STF no julgamento do HB de Lula, a Veja? Os partidos de esquerda? A oposição? O governo atual? Ninguém, somente esses rapazes. Por isso a juventude sempre é bem-vinda, só não podemos deixar que profissionais da velha escola da mídia de esquerda sufoquem a nova geração que desponta no Brasil. Essa reportagem não diz nada! Apenas uma amargura de esquerda. Não diz que o MBL é corrupto, não diz que ele espalha mentiras com blogs sujos como a esquerda comprovadamente fez, não diz que ele vive de publicidade do governo (no caso da Veja parte de sua publicidade é do governo), não diz que seus membros são corruptos. Só diz que o começo não tinha ninguém em uma praça, o que seria lógico, já que é um movimento muito recente, diz que em pouco tempo conseguiu levar milhares de pessoas a Avenida Paulista, o que prova que os caras são competentes e suas ideias são apoiadas pelo povo brasileiro, diz que eles apoiam um candidato a presidente que é um empresário sério (olha os outros candidatos que temos, Collor, Lula, Ciro, Alckimin e etc. só gente da velha politica), e que eles usam o Facebook e o Youtube e não a velha mídia tradicional como a Veja e a Rede Globo. Muitos elogios, diga-se de passagem. Além disso dizer que eles não têm posição politica, basta assistir a dois ou três vídeos deles e você sabe claramente o que eles defendem: Estado menor e mais eficiente, leis mais duras contra a criminalidade, defesa dos direitos individuais, propriedade privada, escola sem partido e sem doutrinação, Brasil no cenário mundial econômico e etc. Para mim essa reportagem mostra o quanto a velha mídia está cega ainda. A rádio Jovem Pan e a TV Bandeirantes vêm se mostrando mais independentes das ideologias de esquerda e mais atrelada a fatos do Brasil real. A Veja, que apresentou fatos importante contra o PT e que fez história, infelizmente está seguindo um caminho equivocado, junto aos restante da velha mídia.

    Curtir

  2. Concordo com voce, Jefferson Silveira, em genero, numero e grau. So notar que nada estao falando da sujeira do HC de Lula que e realmente um GOLPE sujo e perigoso para todos os brasileiros de bem. Porisso mesmo jamais gastaria um centavo com essa revisteca que trabalha incansavelmente para destruir o resto do tiquinho de dignidade dos brasileiros.

    Curtir

  3. Outrossim, pode notar que o foco dessa revista sao em coisas inuteis beirando o “pao e circo” muito usado e eficiente na lavagem cerebral principalmente em paises de gente tosca e analfabetas como o Brasil para que seja engolidos por sistemas (deixo de mencionar os nomes senao Veja nao publica) Gracas a Deus por movimentos como o MBL, Vem Pra Rua e outros criados por jovens brasileiros que nao mais suportam o que fizeram com o Brasil e querem uma terra melhor para o povo todo e nao para uma elite podre e imunda que se apoderou do nosso pais, levando-nos a miseria e criminalidade a um nivel totalmente vergonhoso.

    Outrossim, pode notar que o foco dessa revista sao em coisas inuteis beirando o “pao e circo” muito usado e eficiente na lavagem cerebral principalmente em paises de gente tosca e analfabetas como o Brasil para que seja engolidos por sistemas (deixo de mencionar os nomes senao Veja nao publica) Gracas a Deus por movimentos como o MBL, Vem Pra Rua e outros criados por jovens brasileiros que nao mais suportam o que fizeram com o Brasil e querem uma terra melhor para o povo todo e nao para uma elite podre e imunda que se apoderou do nosso pais, levando-nos a miseria e criminalidade a um nivel totalmente vergonhoso.
    Outrossim, pode notar que o foco dessa revista sao em coisas inuteis beirando o “pao e circo” muito usado e eficiente na lavagem cerebral principalmente em paises de gente tosca e analfabetas como o Brasil para que seja engolidos por sistemas (deixo de mencionar os nomes senao Veja nao publica) Gracas a Deus por movimentos como o MBL, Vem Pra Rua e outros criados por jovens brasileiros que nao mais suportam o que fizeram com o Brasil e querem uma terra melhor para o povo todo e nao para uma elite podre e imunda que se apoderou do nosso pais, levando-nos a miseria e criminalidade a um nivel totalmente vergonhoso.

    Curtir

  4. Kleber Leonard Diniz

    Tem gente que acha que se a revista não falar o que lhe agrada não serve…O Facebook descobriu isso também e conseguiu com grande exito manipular o eleitorado americano…O esquerdista acha que a Veja é direitista e o direitista acha que a Veja é esquerdista é muito legal assistir essa palhaçada brasileira de camarote..

    Curtir