Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alfaiate conta como será o terno da posse de Bolsonaro

Presidente eleito também cortou o cabelo com o cabeleireiro Maxwell Gerbatim, que trabalha em Nova Iguaçu (RJ)

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) recebeu nesta manhã o alfaiate Santino Gonçalves e o cabeleireiro Maxwell Gerbatim. Em seguida, ele se encontrou com o deputado federal reeleito Onyx Lorenzoni, seu futuro ministro-chefe da Casa Civil. Ao sair do condomínio onde Bolsonaro mora, Santino disse que tirou as medidas do presidente eleito para confeccionar o terno que o capitão usará na posse de 1º de janeiro.

Segundo Santino, Bolsonaro pediu um terno-azul marinho, que deverá ser usado com uma camisa branca. Perguntado sobre a gravata, o alfaiate disse que será “surpresa”.

Apesar de as medidas terem sido tiradas hoje, Bolsonaro só fará a prova do terno após a retirada da bolsa de colostomia, o que deve ocorrer na cirurgia marcada para 12 de dezembro. Ele usa a bolsa desde o ataque a faca sofrido em 6 de setembro em Juiz de Fora (MG).

Santino, que tem um ateliê em Duque de Caxias (RJ), mas costuma atender em casa, disse que o tecido do terno será “um italiano, de 150 fios”.

Bolsonaro também aproveitou a manhã para cortar o cabelo com o cabeleireiro Maxwell Gerbatim, que trabalha em Nova Iguaçu (RJ). Ex-paraquedista, Gerbatim disse que Bolsonaro é seu cliente desde quando era vereador.

Nas redes sociais, os fãs de Bolsonaro elogiaram o presidente eleito. Disseram que ele é diferente dos ex-presidentes petistas que recorriam a celebridades para cortar o cabelo ou fazer a roupa de posse. Luiz Inácio Lula da Silva teve a assessoria do estilista Ricardo Almeida na posse de 2002. Dilma Rousseff cortava o cabelo com Celso Kamura.

O cabeleireiro Maxwell Gerbatim corta o cabelo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) – 02/11/2018

O cabeleireiro Maxwell Gerbatim corta o cabelo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) – 02/11/2018 (//Reprodução)