Clique e assine a partir de 9,90/mês

O que o afastamento de Witzel tem a ver com Michelle e Flávio Bolsonaro

Thomas Traumann analisa o interesse da família Bolsonaro no governador em exercício do Rio de Janeiro

Por Thomas Traumann - Atualizado em 31 ago 2020, 18h54 - Publicado em 31 ago 2020, 18h04

É provável que você jamais tenha ouvido falar de Claudio Castro. Ex-assessor de vereadores e deputados do Rio, 41 anos, formado em Direito, ele é membro da conservadora Renovação Carismática Católica. E assumiu o governo do Rio de Janeiro com o afastamento de Wilson Witzel, acusado de fraudes e corrupção.

E nesta segunda-feira, 31, o governador em exercício recebeu uma ligação do senador Flávio Bolsonaro, que se colocou à disposição para ajudar o Estado do Rio na renovação do Regime de Recuperação Fiscal.

Mas o que os Bolsonaros ganham? Witzel era um adversário dos Bolsonaros e acusa a família presidencial de estar por detrás da decisão judicial. O novo governador, publicamente, já mostrou de que lado está.

Entenda neste episódio do podcast Traumann Traduz

Publicidade