Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

A possível volta da quarentena em São Paulo

Thomas Traumann analisa como o governo paulista lida com a pandemia após as eleições municipais

Por Thomas Traumann Atualizado em 30 nov 2020, 21h32 - Publicado em 30 nov 2020, 21h05

Ainda havia tucano comemorando a reeleição de Bruno Covas na cidade de São Paulo quando o governador paulista João Doria anunciou a volta da fase amarela no Estado, que é um retrocesso nas liberdades dos estabelecimentos.

Foi só a eleição acabar e a verdade apareceu: São Paulo registrou na última semana um aumento de 12% no número de mortes e 7% no número de internações. A taxa de ocupação dos leitos de UTI no Estado é de 52%, número que, embora alto, não é absurdo. Mas está crescendo.

A mudança nessas bandeiras não altera o cronograma de volta às aulas por exemplo. Mas fica claro que a decisão foi tomada com fins políticos.

Entenda nesta edição do podcast Traumann Traduz

Publicidade