Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Trump lança rede social própria em fevereiro

A chamada 'Truth Social' foi idealizada por Trump como uma alternativa as redes sociais já existentes, nas quais ele acredita sofrer "censura"

Por Duda Gomes Atualizado em 7 jan 2022, 17h44 - Publicado em 7 jan 2022, 17h42

O grupo de mídia e tecnologia do ex-presidente americano Donald Trump irá lançar o seu novo aplicativo, Truth Social, para o público, no dia 21 de fevereiro, de acordo com a App Store, da Apple.

O app foi idealizado para ser uma alternativa as famosas redes sociais como Twitter e Facebook, que Trump acredita que sejam tendenciosas contra ele e os conservadores.

O ex-presidente anunciou o projeto em outubro. Segundo indica a App Store, os usuários da plataforma podem compartilhar sua “opinião única postando uma verdade, re-verdade, foto, notícia ou link de vídeo para se comunicar com seus amigos, clientes e o mundo”.

Semelhante a outras redes sociais, o aplicativo contará com um feed, com postagens de outros usuários. Também será possível seguir as pessoas.

A TMTG, Grupo de Mídia e Tecnologia de Trump, revelou que o aplicativo seria lançado para “convidados” em novembro. Na época, a empresa descreveu a plataforma como um lugar “que incentiva uma conversa global aberta, livre e honesta, sem discriminar ideologia política”.

Continua após a publicidade

Donald Trump já reclamou inúmeras vezes das redes sociais, como Twitter, de censura. Em janeiro do ano passado ele foi banido permanentemente da plataforma, por incitação à violência. O caso em questão se tratava da invasão do Capitólio.

“Vivemos em um mundo onde o Talibã tem uma grande presença no Twitter , mas seu presidente americano favorito foi silenciado. Isso é inaceitável ”, disse Trump em um comunicado.

No ano passado, mais de 60% dos republicanos disseram que planejavam usar a plataforma de Trump, de acordo com uma pesquisa da Morning Consult/Politico.

O ex-presidente, que não conseguiu derrotar Joe Biden nas últimas eleições, mantém enorme popularidade entre os republicanos.

Continua após a publicidade

Publicidade