Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump aprova projetos para construção de dois polêmicos oleodutos

A construção havia sido bloqueada pelo governo de Barack Obama após forte pressão de grupos ambientalistas

O presidente Donald Trump aprovou nesta terça-feira os projetos de dois controversos oleodutos, cuja construção havia sido bloqueada pelo governo de Barack Obama em função de forte pressão de grupos ambientalistas.

Com a assinatura de dois decretos, o presidente voltou a trazer à tona o extenso oleoduto Keystone XL, que transportará petróleo do Canadá até as refinarias nos Estados Unidos, e outro que atravessará um território indígena em Dakota do Norte.

De acordo com Trump, o projeto representa “28.000 postos de trabalho no setor da construção”.

Em um pronunciamento no Salão Oval da Casa Branca, Trump garantiu que a construção destes projetos, paralisados pelo governo de Barack Obama, estará sujeita a “termos e condições” que sua administração vai “negociar” com as empresas responsáveis por construí-los.

Polêmica

Ambos os projetos enfrentaram muita resistência de grupos ambientalistas devido ao poder contaminante do petróleo procedente das areias betuminosas, cuja produção emite 17% mais gases do efeito estufa que a extração convencional de petróleo.

O governo do Canadá apoiava a ideia discretamente, embora o próprio primeiro-ministro, Justin Trudeau, tenha decidido se desvincular do projeto.

O oleoduto de Dakota do Norte, um projeto de 3,8 bilhões de dólares, se tornou o centro de uma forte polêmica interna nos Estados Unidos. Grupos indígenas e associações de apoio organizaram uma resistência obstinada ao projeto, com uma intensa mobilização que incluiu celebridades do cinema.

Milhares de pessoas chegaram a acampar no gelado território aberto de Dakota do Norte, em pleno inverno, para bloquear o projeto.

A tribo Sioux teme que a construção do oleoduto em seu território provoque a poluição das águas do rio Missouri e a destruição de áreas que consideram sagradas.

A polícia de Dakota do Norte desalojou os manifestantes, e foram registrados violentos confrontos, que geraram uma onda de indignação em nível nacional.

Cerca de 2.000 veteranos americanos se juntaram aos grupos de resistência nas manifestações, até que o governo de Obama decidiu sepultar a ideia.

Tubulação americana

Trump assinou ainda outro decreto executivo que estabelece que a tubulação necessária para construir estes oleodutos “deve ser fabricada nos Estados Unidos”, alegando que muitas delas são produzidas em outros países.

“Vamos construir nossas próprias tubulações, como costumávamos fazer em outros tempos”, sentenciou.

Grupo contrário à construção do oleoduto Keystone XL faz manifestação em frente à Casa Branca Grupo contrário à construção do oleoduto Keystone XL em manifestação em frente à Casa Branca, em maio de 2016

Grupo contrário à construção do oleoduto Keystone XL em manifestação em frente à Casa Branca, em maio de 2016 (Larry Downing/Reuters)

(Com AFP e EFE)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. José Vicente de Andrade sousa

    É isso aí, Trump! Bota pra quebrar nesses farsantes ambientalistas, que querem impedir os cidadãos de desfrutar das riquezas naturais próprias de seus países, com fim de entregá-las a meia dúzia de homens
    podres de ricos – os meta-capitalistas: Pessoas que usaram o sistema capitalista para ficar trilionários e, agora, querem tudo só pra eles – , sem deixar que ninguém mais fique rico como eles. A máscara desse governo nas sombras está caindo, o governo paralelo, que depois da 2ª Guerra compra todo partido políticos em todo mundo, impondo sua vontade e o seu governo. Que Deus proteja Trump, e livre-o dos Demônio-cratas , dos Republicanos, da ONU, da mídia corporativa e dos meta-capitalistas.

    Curtir

  2. Muito bom. Informaram sem se comprometer com nenhum dos lados. Só acrescentaria que foi justamente o xisto que derrubou o valor do petróleo no mundo e não uma onda de generosidade dos membros da OPEP.

    Curtir

  3. Rafael Teixeira

    O Trump está começando a terceira guerra mundial, em breve verás.

    Curtir

  4. Odilon Barbosa

    eu tinha a errônea impressão de Trump era um retardado mental , completamente inepto para exercer esse cargo ; eu estava enganado , insto é uma certeza , ele é também irresponsável , completamente demente , talvez a besta humana mais sem noção dos últimos tempos . desnecessário tecer comentários sobre quem apoia tal aberração ; este é o novo mundo , existem mais pessoas ruins do que pessoas descentes , essa é a nova realidade mundial , o relógio do apocalipse deve estar em seus segundos finais .

    Curtir

  5. Helio Carneiro

    Vixi tem gente alienada por ai viu. Essa esquerda só produz retardado e mongoloide. Se pudesse arrumava uma nave espacial e mandava todos direto pro sol pra pegarem um bronze.

    Curtir

  6. tatti salles

    Produzir a Tubulação tbm nos EUA
    …olha a velha política do conteúdo nacional aí gente!
    No Brasil basta olhar para Petrobras e ver o que ela gerou…

    Curtir

  7. laércio pereira saretta

    Acho que termos como “polemicos”,doravante deverão ser evitados por aqueles que tiverem um pouco menos de preguiça mental para pesquisa,análise e interpretação de fatos.Agora se me dão licença vou tomar um polêmico café espresso com um polêmico chocolate amargo.Abraços aos amigos da minha querida Veja.

    Curtir