Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Terremoto de 5,8 graus atinge a Colômbia antes de posse de Duque

Não há registros de vítimas ou danos materiais; nove chefes de Estado e o chanceler brasileiro estão no país para cerimônia de posse

Um terremoto de 5,8 graus na escala Richter atingiu a Colômbia nesta terça-feira 7, cinco horas antes da posse do novo presidente do país,  Iván Duque. Até o momento, não há registros de vítimas ou danos materiais, segundo o Serviço Geológico Colombiano.

No momento do tremor, o presidente da Argentina, Mauricio Macri, acabava de desembarcar do avião “Tango 1” em Bogotá para comparecer à posse de Duque.

Além do argentino, outros nove chefes de Estado estarão na cerimônia de posse, entre eles Enrique Peña Nieto, do México, Sebastián Piñera, do Chile, e Evo Morales, da Bolívia. O Brasil será representado pelo ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, que se encontrou na manhã de hoje com Duque.

O tremor ocorreu às 10h53 (hora local; 12h53 em Brasília). O epicentro foi localizado a 150 quilômetros de profundidade, em Mesa de Los Santos, no estado (departamento) de Santander, no leste do país. Também foi sentido em Bogotá, a 400 quilômetros de distância, e em grande parte do território nacional.

Os serviços de socorro informaram que estão fazendo inspeções em diferentes lugares do país para checar se houve danos em infraestruturas.

Novo governo

Duque assume seu mandato de quatro anos como presidente em meio a uma série de desafios. Com 42 anos, o ex-senador sucederá a Juan Manuel Santos que, depois de oito anos de mandato, deixa um país em uma difícil transição para a reconciliação com a ex-guerrilha das Farc, com os cultivos de coca batendo recordes (209.000 hectares) e assassinatos seletivos de ativistas sociais e de direitos humanos.

Duque foi o escolhido do senador e ex-presidente Álvaro Uribe (2002-10) para recuperar o poder da direita, contrária ao acordo de paz com as Farc.

(Com EFE)