Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Síria: combates prosseguem enquanto ONU vota resolução

Confrontos entre rebeldes e Exército mataram 170 pessoas na quinta-feira

Por Da Redação
3 ago 2012, 09h18

Os confrontos entre rebeldes e as tropas do ditador Bashar Assad prosseguem com violência na Síria nesta sexta-feira enquanto a Assembleia Geral da ONU vota uma resolução contra o seu próprio Conselho de Segurança por falhar em dar fim à guerra civil no país. Somente na quinta-feira, 170 pessoas morreram, segundo ativistas.

Leia também:

Leia também: Três milhões de sírios precisam de alimentos e ajuda, diz ONU

Entenda o caso

  1. • Na onda da Primavera Árabe, que teve início na Tunísia, sírios saíram às ruas em 15 de março de 2011 para protestar contra o regime de Bashar Assad.
  2. • Desde então, os rebeldes sofrem violenta repressão pelas forças de segurança, que já mataram milhares de pessoas no país.
  3. • A ONU alerta que a situação humanitária é crítica e investiga denúncias de crimes contra a humanidade por parte do regime.

Leia mais no Tema ‘Guerra Civil na Síria’

Continua após a publicidade

Nesta sexta, o Exército bombardeou bairros tomados por rebeldes na segunda maior cidade síria, Alepo, enquanto combates na capital Dasmasco mataram ao menos 29 civis. Além disso, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), as tropas do regime bombardearam com mísseis Hawk o campo de refugiados palestinos de Al Yarmouk, em Damasco, causando a morte de pelo menos 21 pessoas, entre elas duas crianças, informação também confirmada pelos Comitês de Coordenação Local (CCL).

Enquanto isso, os membros da ONU se reúnem para pressionar o Conselho de Segurança a agir na Síria depois que a diplomacia falhou – o enviado das Nações Unidas e da Liga Árabe, Kofi Annan, renunciou ao cargo de mediar o conflito na quinta-feira.

O plano de seis planos do mediador falhou, e o cessar-fogo foi desrespeitado por ambas as partes. Em Genebra, Annan atribuiu a continuação da violência à intransigência do governo sírio e à escalada da campanha militar da oposição, unida à divisão internacional.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.