Clique e assine a partir de 9,90/mês

Saco com 54 mãos humanas é encontrado na Sibéria

Principal hipótese dos investigadores é que laboratório forense descartou as partes humanas de forma ilegal

Por Da redação - Atualizado em 15 mar 2018, 11h03 - Publicado em 9 mar 2018, 20h22

Um saco contendo 27 pares de mãos humanas foi encontrado na ilha de Amur, perto da cidade de Khabarovsk, na Sibéria.

 

54 mãos cortadas
54 mãos cortadas são encontradas congeladas no rio Amur, Russia Siberian Times/Reprodução

Segundo o jornal Siberian Times, a polícia foi acionada depois que um morador da região encontrou uma das mãos afundada na neve. Os oficiais depois encontraram o saco com as outras.

A região onde a sinistra descoberta foi feita fica a 30 quilômetros da fronteira com a China e é um local popular para a prática da pesca.

Continua após a publicidade

Imagens feitas pelo polícia perto do local onde o saco foi achado mostram 27 pares de mãos, lado a lado, na neve.

Os investigadores ainda não sabem a quem pertenciam as mãos ou o que levou alguém a descartá-las. Bandagens e plásticos para cobrir sapatos, usados em hospitais, foram encontrados junto às mãos.

Logo que a notícia foi publicada, muitos internautas nas redes sociais começaram a especular de onde teriam vindo as partes humanas. Teriam sido cortadas durante um ritual sinistro? Ou foram fruto de assassinatos de um serial killer?

Muitos russos também levantaram a possibilidade de que as mãos teriam sido descartadas por mafiosos chineses ou sido levadas até a Sibéria por um rio que cruza a fronteira com a China. Segundo o comitê da polícia local que investiga o caso, entretanto, as mãos provavelmente não estão relacionadas com nenhum tipo de atividade criminosa: a principal hipótese dos investigadores é que um laboratório forense tenha descartado as partes humanas de forma ilegal na região.

Publicidade