Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Putin volta a visitar Xi Jinping, em teste de parceria ‘sem limites’

Na 1ª viagem do líder russo ao exterior desde o início da guerra na Ucrânia, ele deve encontrar um governo chinês sob pressão pelo relacionamento arriscado

Por Da Redação
Atualizado em 14 Maio 2024, 23h02 - Publicado em 14 Maio 2024, 17h01

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, vai se encontrar com seu homólogo chinês, Xi Jinping, nos dias 16 e 17 de maio, anunciou o Kremlin nesta terça-feira, 14. O encontro ocorre dois anos depois que ambos se encontraram pela última vez e declararam uma “parceria sem limites”. Segundo o governo russo, os líderes vão discutir a cooperação energética e comercial e a guerra na Ucrânia, nesta que será a primeira viagem de Putin ao exterior desde o início do conflito.

A “parceria sem limites” foi firmada poucos dias antes do exército russo lançar sua ofensiva em grande escala no território ucraniano. Atualmente, porém, Xi se vê sob uma crescente pressão diplomática e econômica para reduzir o apoio da China à Rússia e, consequentemente, à guerra na Ucrânia.

Xi sob pressão

Autoridades dos Estados Unidos, por exemplo, levantaram preocupações sobre o uso de alguns materiais industriais exportados de Pequim a Moscou para expandir as defesas do país e ajudar a sustentar sua operação militar em solo ucraniano. Washington impôs sanções a uma série de empresas chinesas por ligação com a guerra e ameaçou colocar na lista negra instituições financeiras do país que fazem negócios com empresas russas.

À medida que Pequim procura melhorar sua imagem no Ocidente, mantendo o acesso às exportações chinesas para ajudar a revitalizar a sua economia em crescimento lento, o encontro com Putin poderia alienar a Europa. Isso especialmente depois que Putin ordenou exercícios táticos com armas nucleares na semana passada. A medida foi vista como o aviso mais explícito de que o país poderia usar ogivas no campo de batalha.

Na semana passada, o líder chinês se reuniu com o presidente da França, Emmanuel Macron, uma viagem que marcou a primeira vez em cinco anos em que ele pisou em terras europeias. Lá, o chefe de Estado francês acusou a China de estar ajudando a Rússia a sustentar sua invasão. Agora, é provável que o líder russo também pressione Xi para obter mais apoio para sustentar a economia isolada do país e a sua máquina de guerra.

Continua após a publicidade

Xi, porém, também foi recebido – com tapete vermelho – na Sérvia e Hungria, considerados países mais pró-Rússia.

Outros temas

No encontro, Xi e Putin devem discutir a iniciativa da Nova Rota da Seda da China, bem como a situação no Oriente Médio e na Ásia.

Além do presidente da Rússia, o recém-nomeado ministro da Defesa, Andrei Belousov, o ministro das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, o secretário do Conselho de Segurança, Sergei Shoigu, e o conselheiro de política externa, Yuri Ushakov, também vão participar de uma reunião informal entre Putin e Xi no dia 16 de maio.

“Os líderes terão uma conversa individual, caminharão pelo parque ao lado do palácio, beberão chá, obviamente, e então conversas informais ocorrerão durante um jantar informal com a participação de alguns membros das delegações de ambos os lados”, disse Ushakov a agências de notícias russas.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.