Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Popularidade de Macron despenca 10 pontos em apenas um mês

Renúncia de comandante militar após corte de gastos e apoio a lei antiterrorismo são alguns dos fatores do fim da lua de mel

Por Da Redação Atualizado em 23 jul 2017, 16h09 - Publicado em 23 jul 2017, 16h06

O presidente da França, Emmanuel Macron, teve a maior queda de popularidade dos últimos 22 anos para os três primeiros meses de governo. O líder do partido República em Marcha! viu sua aprovação cair de 64% para 54% do segundo para o terceiro mês de seu mandato, segundo levantamento do Instituto Francês de Opinião Pública (Ifop), publicado pelo periódico Journal du Dimanche.

A última vez que um presidente francês teve uma retração tão grande de sua taxa de aprovação foi em 1995, quando o conservador Jacques Chirac viu seu apoio diminuir em 15 pontos porcentuais. No entanto, os números de Macron ainda são muito mais altos do que os de Chirac, que, após o tombo, ficou com 29% de aprovação.

Com uma agenda liberal de redução da máquina do estado, o atual presidente entrou em conflito na semana passada com o general Pierre de Villiers, chefe do Estado-Maior do Exército, que se queixou dos cortes orçamentários promovidos na área da Defesa e renunciou ao cargo. Outro motivo para o fim da “lua de mel” com Macron é o apoio a um controverso projeto antiterrorismo, que preocupa militantes defensores dos direitos civis.

  • Principal nome do gabinete do presidente, o primeiro-ministro Édouard Philippe também teve uma significativa queda de popularidade. Dos mesmos 64%, Philippe agora é aprovado por 56% dos franceses, dois pontos porcentuais a mais que o chefe. A pesquisa do Ifop ouviu cerca de duas mil pessoas.

    (Com Estadão Conteúdo e AFP)

    Continua após a publicidade
    Publicidade