Clique e assine a partir de 9,90/mês

Petroleiro iraniano explode próximo à costa da Arábia Saudita

Teerã diz que embarcação foi atingida por dois mísseis em ataque terrorista; Riad ainda não se manifestou sobre o caso

Por Da Redação - Atualizado em 11 out 2019, 05h22 - Publicado em 11 out 2019, 05h03

Um navio petroleiro de origem iraniana explodiu nesta sexta-feira 11, enquanto navegava pelo Mar Vermelho, próximo à cidade de Jedá, na costa da Arábia Saudita. Autoridades iranianas afirmam que a embarcação foi atacada por dois mísseis em um atentado terrorista. O governo saudita ainda não comentou o caso.

Um porta-voz da Quinta Frota da Marinha dos Estados Unidos, que patrulha a região, disse que as autoridades a bordo estavam “cientes de relatos” sobre o ocorrido, mas não forneceu detalhes.

O incidente ocorre na esteira de acusações dos EUA de que o Irã vem atacando petroleiros na região do Estreito de Ormuz, no Golfo Pérsico, nos últimos meses. Além disso, EUA, Arábia Saudita e outras nações atribuem ao país persa o atentado com drones que destruiu instalações da petrolífera Saudi Aramco em setembro. O governo iraniano nega ambas as acusações.

Em setembro, o ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, em entrevista transmitida pelo canal americano CNN, disse que um ataque a seu país provocaria uma “guerra total“, ao ser questionado: “qual seria a consequência de um ataque militar dos Estados Unidos ou da Arábia Saudita ao Irã?”

Continua após a publicidade

“Não queremos guerra, não queremos entrar em um confronto militar. Pensamos que um conflito armado baseado em uma farsa é terrível, mas não temos medo quando se trata de defender nosso território”, acrescentou Zarif.

(Com Estadão Conteúdo e Reuters)

Publicidade