Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Parabéns, Bolívia

Em apenas dois dias, o país fez o que, durante anos a fio, México, França e Brasil não conseguiram fazer: prender e despachar Cesare Battisti para a Itália

Por Felipe Carneiro
Atualizado em 4 jun 2024, 16h12 - Publicado em 18 jan 2019, 07h00

Cesare Battisti, o criminoso de 64 anos, está neste momento na prisão de Oristano, na Sardenha, Itália. Passaram-se quase 38 anos até que as linhas acima pudessem ser escritas. Em 1981, quando cumpria pena de doze anos por assalto, receptação de armas e participação num grupo armado de esquerda, Battisti fugiu da prisão e viveu os anos seguintes entre México e França. Enquanto esteve foragido nesses países, ganhou uma nova condenação em sua terra natal. Dessa vez, prisão perpétua pelo assassinato de quatro pessoas: um açougueiro, um motorista, um agente penitenciário e um joalheiro. Em 2004, quando uma decisão judicial na França autorizou sua extradição para a Itália, o criminoso fugiu de novo. Desembarcou no Brasil, onde o governo de Lula lhe deu o indevido status de “perseguido político” — e o assunto ganhou a ribalta do debate nacional. Na campanha presidencial, Jair Bolsonaro prometeu “acabar com o bem-bom” de Battisti, mas foi duplamente atropelado. Primeiro: em dezembro, o Supremo Tribunal Federal revogou a decisão que autorizava a permanência do italiano no Brasil e o então presidente Michel Temer autorizou sua extradição imediata. Segundo: Battisti fugiu de novo e vinha despistando os agentes da Polícia Federal. Até que decidiu ir para a Bolívia, onde, 48 horas depois de sua chegada, policiais locais o flagraram nas ruas de Santa Cruz de la Sierra, o prenderam e despacharam para a Itália a bordo de um Falcon 900 da Força Aérea Italiana. Quem diria: em dois dias, a Bolívia fez o que, durante anos a fio, México, França e Brasil não conseguiram fazer. Parabéns, Bolívia.

Publicado em VEJA de 23 de janeiro de 2019, edição nº 2618

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.