Clique e assine com até 92% de desconto

Papa Francisco pede: recolham os celulares nas refeições e conversem

Pontífice voltou a criticar o uso excessivo do aparelho e citou Jesus, Maria e José como um exemplo a ser seguido pelas famílias

Por Reuters 29 dez 2019, 13h40

O papa Francisco fez um apelo inusitado no último sábado 28, durante oração na Praça São Pedro, no Vaticano. O pontífice pediu as pessoas conversem umas com as outras durante as refeições em vez de usarem os celulares, citando Jesus, Maria e José como um exemplo que as famílias devem seguir.

“Eles rezavam, trabalhavam e se comunicavam uns com os outros. Eu me pergunto se você, em família, sabe como se comunicar ou se você é como aquelas crianças nas mesas de refeição que ficam falando no celular… onde há silêncio como na missa, mas eles não se comunicam”, discursou o papa.

“Temos que voltar a nos comunicar em nossas famílias. Pais, crianças, avós, irmãos e irmãs, essa é uma tarefa para ser assumida hoje, no dia da Família Sagrada”, completou o papa argentino, um antigo crítico do aparelho. Em 2017, ele admitiu ficar triste ao ver fiéis utilizando celulares durante missas.

  • Na época, Francisco usou uma metáfora para questionar o uso excessivo da tecnologia. “O sacerdote diz ‘corações ao alto’, não ‘celulares ao alto para tirar foto!’ (…) A missa não é espetáculo, é ir ao encontro da paixão e ressurreição do Senhor. Lembrem-se: chega de celulares”.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade