Clique e assine a partir de 9,90/mês

Coronavírus: OMS eleva risco de propagação mundial para ‘muito alto’

Identificada em mais de 50 países, a doença já atingiu mais de 83.000 pessoas, a maioria em território chinês

Por Da Redação - Atualizado em 28 fev 2020, 15h05 - Publicado em 28 fev 2020, 14h58

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou nesta sexta-feira, 28, que elevou para muito alto o risco de propagação pelo mundo do novo coronavírus. A doença está presente em mais de 50 países.

A declaração foi feita pelo diretor-geral da organização, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em uma entrevista coletiva nesta sexta. Ghebreyesus, no entanto, não indicou que a OMS irá declarar a Covid-19 como uma pandemia.

“O que vemos no momento são surtos em muitos países, mas a maior parte dos casos ainda podem ser rastreados até um transmissor comum. Não temos evidência de que o vírus está se espalhando livremente pelos países”, disse.

A epidemia de coronavírus, que teve seu início em um mercado de frutos do mar na China, já atingiu mais de 83.000 pessoas ao redor do mundo, sendo a maioria em território chinês. Também causou a morte de 2.867 pessoas, A maior parte das mortes fora da China ocorreu no Irã, com 34 confirmadas.

Continua após a publicidade

O Brasil registrou o primeiro caso da doença na terça-feira 25. Um homem de 61 anos voltou da Itália, onde há o pior surto na Europa, infectado. O Ministério da Saúde também monitora 132 casos suspeitos.

A epidemia também impacta a economia mundial. Na quinta-feira, os principais pregões das bolsas de valores pelo mundo sofreram perdas.

O Índice Dow Jones registrou a maior queda desde a crise financeira de 2008 (4,4%). A brasileira B3 fechou em queda de 2,3%, pouco se comparada com a queda no pregão de quarta-feira 26: 7,7%. O pólar, por sua vez, fechou na quinta-feira com o recorde nominal valendo 4,47 reais e batendo 4,50 durante o dia.

Publicidade