Clique e assine a partir de 9,90/mês

Jared Kushner, o poderoso assessor-genro do presidente dos EUA

Aos 36 anos, o marido de Ivanka Trump foi nomeado assessor sênior do presidente dos Estados Unidos

Por Da redação - Atualizado em 27 jan 2017, 20h39 - Publicado em 27 jan 2017, 20h10

Aos 36 anos, Jared Kushner é um dos homens mais influentes da Casa Branca e, como consequência, do planeta. O atual assessor sênior do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, é casado com Ivanka, filha do mandatário americano.

Kushner foi uma das principais peças da equipe de transição, mantendo importantes contatos com governos estrangeiros, entre eles autoridades israelenses e o ministro das Relações Exteriores da Grã-Bretanha, Boris Johnson. Ele também se reuniu com os líderes do Congresso e ajudou a entrevistar candidatos para trabalhar no gabinete do presidente eleito.

Ao contrário do sogro, Kushner é um homem discreto, que prefere agir nos bastidores. Mas há muitas semelhanças entre Donald Trump e seu genro. Ambos nasceram nos arredores de Nova York; Trump, no Queens, e Kushner, em Nova Jersey. Os dois são filhos de empresários do setor imobiliário e expandiram o império familiar ao assumir o controle das empresas.

Assim como o pai do sogro, Frederick Christ Trump, envolvido em um escândalo judicial por racismo, o pai do genro também enfrentou os tribunais. O empresário Charles Kushner foi preso em 2005 por crimes de evasão fiscal, contribuições ilegais para campanhas e manipulação de testemunhas – ele admitiu ter armado um encontro de seu próprio cunhado com uma prostituta e filmado secretamente os dois para mostrar à irmã, em uma tentativa inescrupulosa de impedir o cunhado de testemunhar contra ele.

Continua após a publicidade

O promotor do caso foi Chris Christie, que viria a disputar com Trump a indicação do Partido Republicano na corrida presidencial. Christie declarou apoio ao magnata quando ele foi nomeado, aproximou-se do republicano e foi cogitado para ser seu vice, mas boatos de bastidores da campanha revelam que o genro convenceu o sogro a escolher Mike Pence em vez de Christie.

Kushner frequentou a renomada Universidade Harvard, mas seu mérito foi contestado por Daniel Golden, autor do livro The Price of Admissions: How America’s Ruling Class Buys Its Way into Elite Colleges, sobre o favorecimento da elite econômica na admissão nas principais universidades americanas. Segundo Golden, o pai de Kushner doou 2,5 milhões de dólares à instituição no ano em que o jovem Jared começou a frequentar as aulas para se formar posteriormente em sociologia.

Aos 25 anos, já à frente dos negócios da família, Kushner comprou o jornal New York Observer, em 2006. Neto de sobreviventes do holocausto, chegou a defender o sogro de acusações de antissemitismo em um editorial na publicação durante a campanha eleitoral. “As pessoas veem nele o que querem ver”, escreveu. “Ele toca em assuntos que outros políticos tentam evitar, e isso é uma das razões pelas quais muitos o admiram.”

Há dez anos, Kushner adquiriu um badalado endereço em Manhattan: o arranha-céu número 666 na Quinta Avenida, a apenas alguns quarteirões de distância da Trump Tower. A revista Forbes estima que a fortuna de Jared, seu irmão Josh e os pais Charles e Seryl gira em torno de 1,8 bilhão de dólares, sem contar o patrimônio da família da esposa Ivanka, com quem casou em 2009 e teve três filhos: Arabella, Joseph e Theodore.

Publicidade