Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Incêndio em shopping na Rússia deixa 64 mortos

De acordo com autoridades locais, entre as vítimas há algumas crianças, pois o fogo atingiu área de recreação do estabelecimento

Por Da redação Atualizado em 26 mar 2018, 08h39 - Publicado em 26 mar 2018, 08h15

Um incêndio em um movimentado shopping na cidade de Kemerovo, na Sibéria, Rússia, deixou ao menos 64 mortos, incluindo muitas crianças. De acordo com informações divulgadas na manhã desta segunda, o fogo, um dos mais letais no país desde o colapso da União Soviética, consumiu os andares superiores do shopping, onde ficavam um cinema e uma área de recreação infantil, na tarde de domingo.

Os serviços de emergência disseram ter extinguido o fogo, mas em seguida afirmaram que as chamas voltaram e que equipes de resgate estavam tendo dificuldade para chegar aos andares superiores do prédio porque o teto havia desabado. Imagens de televisão mostraram uma densa fumaça preta saindo do edifício ainda nesta segunda-feira.

Segundo a imprensa local, pelo menos 41 crianças podem estar entre as vítimas. O número de mortos pode subir nas próximas horas, já que muitas pessoas ainda estão desaparecidas.

Um menino de 11 anos e uma jovem de 18 anos que saltaram do terceiro andar para escapar das chamas se encontram em estado grave, informou a ministra da Saúde, Veronika Skvortsova.

Continua após a publicidade

O governo local, que anunciou três dias de luto, afirmou que encontrou “diversas violações” das normas de segurança no shopping center, incluindo a ausência de sinalização em caso de incêndio e as saídas de emergência fechadas nas salas de cinema.

Segundo o vice-governador da região, Vladímir Chernov, o incêndio provavelmente começou no complexo infantil. “A suspeita preliminar é de que uma criança tinha um esqueiro que incendiou a espuma do local”, afirmou. A emissora russa Rossiya 24 TV, contudo, afirmou que uma falha elétrica é a causa mais provável do fogo.

Quatro pessoas foram detidas para interrogatórios, entre elas o presidente da empresa que administra o shopping center, de acordo com o Comitê Investigativo russo. O dono do complexo de recreação infantil também está sendo questionado. 

O presidente russo Vladimir Putin expressou “profundas condolências” aos parentes das vítimas, anunciou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

(Com Reuters e AFP)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês