Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Incêndio destrói 200 casas de favela em Lima

Devastação se dá na véspera da abertura dos Jogos Pan-Americanos; não há vítimas

Na véspera da abertura dos Jogos Pan-Americanos, em Lima, Peru, um incêndio destruiu 200 moradias precárias de uma favela na região do porto de Callao nesta quinta-feira, 25. Segundo as autoridades locais, não houve vítimas. O fogo espalhou-se rapidamente devido à falta de água, segundo o vice-comandante dos bombeiros, Larry Lynch.

A comunidade afetada fica entre a área portuária e o Aeroporto Internacional Jorge Chávez. O incêndio começou por volta das 3h da manhã (5h de Brasília) e mobilizou 27 caminhões de bombeiros até ser controlado, quatro horas depois.

“Aqui há uma situação precária, que força muitos moradores a fazer ‘gatos’ (puxar fios elétricos sem autorização) ou usar velas”, explicou o chefe dos bombeiros, Mario Castaretto. Mas, segundo a imprensa local, o incêndio se originou em uma casa onde fogos de artifício eram fabricados clandestinamente. A polícia não confirmou essa versão.

Os canais de televisão mostraram imagens das chamas, destruindo as moradias e pessoas desesperadas tentando salvar seus pertences. “Agora, a preocupação é abrigar essas pessoas”, disse a diretora de emergência do Ministério da Saúde peruano, Liliana Ma.

O incêndio acontece em um momento em que a capital peruana começa a viver uma atmosfera festiva dos Jogos Pan-americanos, que serão inaugurados nesta sexta-feira, 26, no Estádio Nacional de Lima.

A capital peruana já vivenciou grandes incêndios. Em 4 de novembro de 2016, a menos de dois quilômetros do Palácio do Governo, um incêndio consumiu 436 das precárias moradias da etnia shipib.