Clique e assine a partir de 9,90/mês

Horacio Cartes apresenta renúncia como presidente do Paraguai

Líder deve tomar posse como senador em 1 de julho; Senado ainda precisa aprovar renúncia

Por Da Redação - Atualizado em 28 maio 2018, 14h00 - Publicado em 28 maio 2018, 12h13

O presidente do Paraguai, Horacio Cartes, apresentou sua renúncia nesta segunda-feira (28). O líder deve tomar posse como senador em 1 de julho, por isso tomou a decisão de deixar seu cargo atual. Em seu lugar, assume a vice-presidente, Alícia Pucheta, até 15 de agosto, quando tomará posse o presidente eleito Mário Abdo Benítez.

A saída de Cartes e sua sucessão por Alícia terá de ser aprovada pela Câmara de Deputados e pelo Senado. Caso não haja quórum ou votos necessários, a “situação jurídica se tornará incerta” para Cartes, segundo o jornal paraguaio ABC Color. A rigor, ele teria de fazer o juramento como senador em 1º de julho, mas continuaria como presidente até 15 de agosto.

“O que ocorrer depois é imprevisível, e o destino de Horacio Cartes dependerá do novo Congresso”, menciona o jornal.

Em sua carta de renúncia, entregue ao senador Juan Darío Monges e postada no Twitter, Cartes diz ter tomado a iniciativa “para cumprir a decisão democrática” tomada pelo povo paraguaio na sua eleição, em 22 de abril passado, para o Senado.

Continua após a publicidade

Publicidade