Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Explosões em Uganda deixam ao menos três mortos e 33 feridos

Dois ataques aconteceram com intervalo de três minutos em Kampala, capital do país; ninguém se responsabilizou pelo ataque

Por Da Redação Atualizado em 16 nov 2021, 15h18 - Publicado em 16 nov 2021, 15h03

Ao menos três pessoas morreram e outras 33 ficaram feridas em dois ataques suicidas nesta terça-feira, 16, em Kampala, capital de Uganda. Segundo a polícia, as vítimas são dois civis e um policial. 

Câmeras de segurança mostraram um homem carregando uma mochila e detonando-a por volta das 10 horas da manhã, horário local, perto da Delegacia Central de Polícia, causando a morte de dois policiais e deixando outras 17 pessoas gravemente feridas. 

Três minutos depois, outros dois suicidas em motocicletas se explodiram próximos à Avenida Central do Parlamento, matando um civil e ferindo outros 16. A polícia perseguiu e prendeu ainda um quarto homem que pretendia explodir outras duas bombas encontradas em seu apartamento. 

De acordo com o porta-voz da polícia, Fred Enanga, os ataques carregam a marca das Forças Democráticas Aliadas, um grupo islâmico considerado rebelde pelo governo. Ele pediu ainda para que a população permaneça atenta e alertou que os ataques devem continuar. 

O tráfego e o comércio de Kampala foram severamente afetados e as autoridades pediram à população que fechem suas lojas e deixem a área o mais rápido possível. No local da segunda explosão, na Avenida Parlamentar, legisladores e funcionários públicos foram evacuados por receio de um novo ataque. 

No mês passado, um atentado na capital de Uganda deixou uma pessoa morta e várias outras feridas e, segundo a Reuters, o Estado Islâmico assumiu a responsabilidade pelo ataque.

Continua após a publicidade

Publicidade