Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ex-espião é internado após exposição a substância desconhecida

Sergei Skripal e uma mulher ainda não identificada foram encontrados inconscientes na Inglaterra; vítima havia sido condenada na Rússia em 2006

Por Da redação Atualizado em 30 jul 2020, 20h26 - Publicado em 5 mar 2018, 19h48

Um homem e uma mulher foram internados em estado grave após serem expostos a uma “substância desconhecida” de acordo com a a mídia britânica. Mais tarde, a rede pública britânica BBC identificou o homem como um cidadão russo e ex-espião condenado em Moscou por espionar para o Reino Unido.

Sergei Skripal, de 66 anos, e uma mulher ainda não identificada, de 33 anos, foram encontrados inconscientes em um banco localizado em área residencial de Salisbury, na Inglaterra, no domingo. A polícia tenta descobrir a qual substância ambos foram expostos e se o incidente foi uma ação criminosa.

A BBC havia identificado Skripal como militar da inteligência russa que, em 2006, foi condenado a 13 anos de prisão por espionar para os ingleses. Ele foi acusado de identificar outros agentes da inteligência russa disfarçados no Reino Unido para o serviço de inteligência britânico, atitude considerada traição por Moscou e que lhe rendeu a perda de todos os títulos militares.

Segundo Moscou, foram pagos 100.000 dólares pelo serviço de Skripal executado nos anos 90.

  • Em 2010, Skripal, foi libertado juntamente com outros 4 espiões em troca de 10 espiões presos nos Estados Unidos. Ele foi levado ao Reino Unido logo depois.

    Tanto ele quanto a mulher seguem em estado crítico no hospital. Diversos comércios precisaram ser fechados em Salisbury para que a polícia pudesse descontaminar a rua onde os dois foram encontrados.

    Continua após a publicidade
    Publicidade