Clique e assine a partir de 8,90/mês

EUA impõem novas tarifas sobre aço e alumínio da UE, Canadá e México

Departamento de Comércio anuncia fim da exceção concedida a esses parceiros comerciais; medida deve resultar em represálias

Por Da Redação - 31 Maio 2018, 11h18

Os Estados Unidos irão aplicar novas tarifas sobre as importações de alumínio e aço dos países da União Europeia, México e Canadá. As tarifas de 25% sobre o aço e 10% sobre o alumínio devem entrar em vigor a partir de amanhã (01), segundo anunciou o secretário do Comércio americano, Wilbur Ross.

A medida deve afetar aliados chave dos Estados Unidos e membros da Otan na Europa. Antes mesmo do anúncio oficial, o ministro das Finanças da França, Bruno Le Maire, já havia reagido negativamente aos rumores sobre a medida, afirmando que as tarifas são “injustificadas e perigosas”.

A UE tomaria “todas as medidas necessárias” para responder aos Estados Unidos caso as tarifas fossem implantadas, ameaçou o ministro. “Cabe inteiramente às autoridades americanas decidir se querem entrar em um conflito comercial com seu maior parceiro, a Europa”, disse nesta quinta-feira (31) pela manhã.

A União Europeia, o México e o Canadá haviam sido beneficiados com uma suspensão temporária das novas tarifas impostas pelo presidente Donald Trump em março. A questão, contudo, era objeto de negociação. O prazo máximo para as conversas acaba nesta sexta-feira.

A exceção às novas tarifas havia sido concedida em 1º de junho. “Decidimos não estender a exceção para a UE, Canadá e México, o que os torna sujeitos às tarifas de 25% e 10%” no aço e no alumínio”, afirmou Wilbur Ross.

A medida é uma promessa de campanha do presidente para a indústria siderúrgica local. O aumento das tarifas, contudo, eleva a perspectiva de uma guerra comercial global e atingiu duramente os mercados de ações quando foi anunciado em março.

Continua após a publicidade
Publicidade