Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Estudo: Pandemia não mudou planos de intercâmbio de estudantes

Embora tenha acrescentado preocupações ao processo, a crise de saúde pública não fez com que jovens desistissem de estudar fora de seus países

Por Sabrina Brito 27 jul 2021, 18h32

Uma nova pesquisa, publicada nesta terça-feira pela empresa de tecnologia de educação Cialfo, revelou que a maioria dos estudantes que pretendiam fazer intercâmbio antes da pandemia não mudou seus planos por causa da Covid-19.

O relatório levou em conta as respostas de 3 785 alunos de ensino médio de mais de cem países em uma tentativa de medir como a crise de saúde impactou seu desejo de buscar educação superior em outras nações.

De acordo com o estudo, 60% dos estudantes que pretendiam frequentar universidades estrangeiras afirmaram que a pandemia do coronavírus não teve impacto algum em seus planos. Ainda assim, o levantamento indicou que, para esses jovens, novas preocupações surgiram em relação ao intercâmbio.

Por exemplo, 76% dos alunos disseram temer que o cenário atual impeça que eles aproveitem completamente a experiência, ainda que não os faça desistir dela. Além disso, 58% relataram não concordar com o pagamento das taxas de intercâmbio se todo o processo for realizado online, sem viagens.

Continua após a publicidade
Publicidade