Coronavírus: Trump admite possibilidade de recessão nos EUA | VEJA
Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Coronavírus: Trump admite possibilidade de recessão nos EUA

Banco Goldman Sachs estima crescimento econômico menor que 1% no primeiro trimestre e queda de 5% no segundo

Por Da Redação 16 mar 2020, 18h26

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu nesta segunda-feira, 16, que o país corre o risco de entrar em uma recessão devido à pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2). Trump ainda recomendou aos americanos que evitem ambientes com mais de dez pessoas pelos próximos 15 dias.

“Bem, pode ser”, disse o presidente sobre as chances dos Estados Unidos entrarem em recessão. “Quando isso [a pandemia] acabar, acho que se verá um tremendo crescimento”, concluiu. De acordo com estimativa do banco Goldman Sachs, a atividade econômica americana deve crescer menos de 1% no primeiro trimestre, e cair 5% no segundo.

Trump ainda anunciou novas diretrizes para os próximos 15 dias na tentativa de conter o avanço da epidemia do novo coronavírus nos Estados Unidos, que conta com pelo menos 3.927 enfermos e 68 mortos segundo dados compilados pelo jornal The New York Times.

Além de reuniões sociais com mais de 10 pessoas, o presidente americano recomendou evitar viagens não essenciais e idas a bares, restaurantes e praças de alimentação.

Embora tenha afirmado que o novo coronavírus iria “passar” a partir de abril, quando começa a primavera no hemisfério norte, Trump disse nesta segunda-feira que a epidemia não deve ser contida antes de julho.

  • Segundo Trump, um toque de recolher em todo o país ainda não é uma medida considerada.

    (Com Reuters)

    Continua após a publicidade
    Publicidade